Por conta de um pênalti inexistente aos 45 minutos do 2º tempo, o Vasco eliminou nesta quarta-feira (6) a Juazeirense ao empatar em 2×2 com o time baiano no Adauto Moraes, pela primeira fase da Copa do Brasil.

No lance capital, Marrony se jogou na área ao disputar a bola com o volante Maicon. A cobrança foi de Maxi López. Pelo regulamento da competição, o time da casa é eliminado se não vencer o jogo.

O clube baiano, que disputará a Série D em 2019, mostrou garra ao buscar a virada sobre o gigante do Rio de Janeiro. Isso porque Yan Sasse abriu o placar para o Vasco aos 12 minutos da etapa inicial.

A reação da Juazeirense começou aos 5 minutos do segundo tempo. Gustavo Balotelli empatou em bela jogada, driblando Cáceres e entrando na área pela direita.

Logo após o empate, faltou energia no Estádio Adauto Moraes, o que deixou o duelo paralisado por 25 minutos.

Quando a bola voltou a rolar, a Juazeirense chegou à virada. Balotelli caiu na área em lance com Castán aos 32 e o árbitro marcou pênalti. Nino Guerreiro cobrou e fez 2×1.

O resultado dava a classificação à Juazeirense, até que, aos 45, o árbitro deu o pênalti já mencionado que deu a vaga ao Vasco. Na segunda fase, o cruzmaltino enfrentará Remo ou Serra-ES, que jogam na próxima quarta. O duelo será fora do Rio de Janeiro.