A Polícia Civil de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, identificou o homem acusado de se masturbar na frente de duas mulheres, dentre elas a lutadora de MMA Joyce Vieira, conhecida como “Princesa Fiona”. O autor tem 26 anos e é natural de Salinas, cidade do Norte de Minas.

Depois de ter apanhado  da lutadora de MMA Joyce Vieira na segunda-feira (8) passada ao ser flagrado pela atleta na Praia do Braga, intimidando as mulheres que passavam pelo local, o mineiro foi levado para a delegacia para prestar depoimentos. Apesar de ter nascido em Salinas, o homem mora no município de São Pedro da Aldeia, na região dos Lagos, no Rio de Janeiro. A informação é do site “Extra”.

Apesar de ter sido interrogado, o homem segue em liberdade e deve responder pelo crime de ato obsceno em liberdade. A Polícia Militar informou que abordou o homem e o levou à delegacia de Polícia Militar.

Entenda

Joyce Vieira explicou, em entrevista à “Folha de S.Paulo”, a briga que teve com um homem em uma praia de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. A atleta afirmou que fazia uma sessão de fotos no local com uma amiga quando viu o rapaz se masturbando e, ao tentar pedir que parasse, entraram em conflito.

Segundo Joyce, ela achava que o homem esperava alguém da família. Porém, ao observar melhor, o viu despido. “Quando olhei melhor pra ele, ele estava do jeito que estava, calça abaixada, em pé, com o pênis visivelmente ereto, fazendo barulhos e gemendo. No caminho passava pessoas a toda hora, crianças inclusive”, afirmou.

Joyce chegou a pedir que ele parasse o ato. “Pô, cara, tá de sacanagem, guarda isso aí”. Porém, o rapaz continuou se masturbando e disse: “Por que, não gostou? Vem cá”. A partir desse momento, a lutadora perdeu o controle e partiu para cima do homem. “Desse ‘vem cá’ para o confronto foi muito rápido. Não pensei em nada, entrei em estado de êxtase. Porque foi muito surreal. Geralmente pessoas que são pegas fazendo isso sempre negam, ‘não, não’. Ele, não. Ele continuou”, explicou.

Especialistas em Muay Thai, Joyce ficou com as canelas roxas devido aos chutes que deu no homem, que também lhe deu um murro. “Mas o soco me deu mais raiva ainda. Queria matar ele de tanto bater. Mas matar não pode, né? Queria moer ele de porrada”, apontou.

As fotos da briga viralizaram na internet e desde então, Joyce é chama nas redes sociais de “ícone” e “deusa”.

Fonte: Agencia Brasil