O aniversário de 154 anos da Batalha Naval do Riachuelo, uma das datas mais importantes para a Marinha do Brasil, foi celebrada durante quatro dias na Bahia. Em Salvador, as comemorações foram iniciadas no dia 8, com a 41ª Regata Marcílio Dias, na praia da Capitania dos Portos, no Comércio, e terminou nesta terça-feira (11), com desfile naval.

O encerramento foi marcado pela leitura de uma mensagem presidencial, além de homenagens de Ordem ao Mérito Naval a personalidades e autoridades civis e militares, além de salva de tiros pelo navio Coverta Caboclo. Pouco antes, outros navios do Comando do 2º Distrito Naval realizaram um desfile no trecho da orla marítima entre o Morro do Cristo e o Farol da Barra.

Considerada pelos historiadores como um momento decisivo na Guerra da Tríplice Aliança (1864-1870), a Batalha Naval aconteceu na manhã do dia 11 de junho de 1865, na foz do Riachuelo, afluente do Rio Paraná, próximo à cidade de Corrientes na Argentina.

Comandante do 2º Distrito Naval (à esquerda), comendador homenageado e comandante da 6ª Região Militar (Exército) (Foto: Divulgação/Marinha)

Na oportunidade, a Esquadra Brasileira, liderada pelo Almirante Francisco Manoel Barroso da Silva, travou uma intensa luta contra as forças oponentes. A resistência brasileira, de acordo com os pesquisadores, foi heroica. A história indica que muitos brasileiros lutaram até a morte, entre eles, Guarda-Marinha Greenhalgh e o Imperial-Marinheiro Marcílio Dias.

As informações são de que, até aquela data, as forças da Tríplice Aliança não detinham a iniciativa na guerra. Com a vitória na Batalha, o Brasil assumiu o protagonismo no conflito, bloqueando a navegação adversária e possibilitando aos aliados o acesso aos rios que formavam as principais artérias do teatro de operações de guerra.

Riachuelo representou a primeira grande vitória da Tríplice Aliança no maior conflito armado já ocorrido na América do Sul, sendo até hoje bastante lembrada e justamente comemorada.

Comendador Nelson José de carlho recebeu medalha ao Mérito Naval (Foto: Divulgação/Marinha)

Celebração e condecorações
Nesta segunda-feira (10), o comandante do 2º Distrito Naval, que compreende os estados da Bahia e Sergipe, Vice-Almirante Marcelo Francisco Campos, acompanhado do presidente da  Associação Comercial da Bahia (ACB), Adary Oliveira, também celebraram a data em homenagem aos heróis da batalha, na Praça Riachuelo, no bairro do Comércio.

Na oportunidade, o comendador Nelson José de Carvalho, da Venerável Irmandade do Senhor do Bonfim, foi condecorado com a medalha da Ordem ao Mérito Naval, no grau Cavalheiro – que é entregue a personalidades nacionais. Nelson recebeu o título do comandante Campos. O comandante da 6ª Região Militar (Bahia e Sergipe), general Silva Alvim, também participou da cerimônia. 

Também como parte da agenda de comemorações, no sábado (8) e no domingo (9), das 10 às 17h, os navios Corveta “Caboclo”, Navio Patrulha “Guaratuba” e Navio-Varredor “Atalaia”, ambos do 2º Distrito Naval, estiveram abertos à visitação pública no porto de Salvador.

Fonte: Correio