Com dois gols do atacante André Luis, o Fortaleza deixou a zona de rebaixamento e colocou ainda mais pressão no Cruzeiro com a vitória por 2×1, nesta quarta-feira (12), no Castelão, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Esse foi o oitavo jogo sem vitória do Cruzeiro, que vive um momento delicado dentro e fora de campo. Com oito pontos, na 15ª colocação, o time corre o risco de ir para a pausa para a Copa América na zona de rebaixamento. A pressão sobre Mano Menezes e seus comandados é grande.

O Fortaleza respira aliviado depois de ter perdido as últimas duas partidas. Além de deixar a zona de rebaixamento, o time cearense passou o próprio Cruzeiro na tabela de classificação e está em 14º lugar, com dez pontos. 

O jogo no Castelão começou em ritmo alucinante. Logo aos dois minutos, Carlinhos cruzou e André Luis, de peixinho, abriu o placar para o Fortaleza. A alegria do time cearense durou até os dez. Sassá recebeu na entrada da área e bateu de virada. A bola desviou na zaga e saiu do alcance de Felipe Alves.

Aos 16, Dodô cobrou falta e Nathan cabeceou. Fábio desviou no reflexo e a bola ainda acertou a trave. Na sequência, Léo cometeu uma falta dura em Romarinho no meio-campo, mas foi apenas amarelado, gerando revolta de todo banco de reservas do Fortaleza.

Era nítido que os jogadores não aguentariam manter a intensidade ao longo do primeiro tempo e a partida caiu de ritmo após o início alucinante. Aos 31, Ariel Cabral arriscou de fora da área e mandou ao lado da trave. 

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria empatado, André Luis fez seu segundo gol no jogo. Juninho cruzou e, livre de marcação, cabeceou entre Fábio e a trave.

O segundo tempo teve o Cruzeiro procurando valorizar mais a posse da bola, mas dando espaço para os contra-ataques do Fortaleza. Autor de dois gols na noite, André Luis sofreu lesão e deu lugar para Tinga. 

Aos 19 minutos, Nathan fez falta em Sassá no meio-campo, recebeu o segundo amarelo e deixou o Fortaleza com um a menos. Logo depois, Pedro Rocha fez jogada individual e bateu cruzado. Thiago Neves se esticou e quase completou de carrinho.

Apesar de ter vantagem numérica, o Cruzeiro tinha dificuldades para criar. Aos 36, Robinho achou Lucas Romero, que cruzou rasteiro. Raniel só não completou porque Tinga afastou o perigo. Na sequência, Thiago Neves bateu rasteiro e Felipe Alves espalmou para escanteio.

Já nos minutos finais, o time mineiro foi para o abafa. Robinho cruzou e Dedé exigiu grande defesa do goleiro tricolor. No contra-ataque, Fábio salvou o Cruzeiro em finalização de Carlinhos.

Os times agora só voltam a campo daqui um mês, por conta da paralisação para a Copa América. O Fortaleza recebe o Avaí, em Fortaleza, enquanto o Cruzeiro terá pela frente o Botafogo, em Belo Horizonte. As datas dos jogos da décima rodada ainda não foram definidas pela CBF. Dias antes, o Cruzeiro enfrentará o rival Atlético-MG no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. 

Fonte: Correio