Quatro tigres atacaram e mataram o domador na Itália na quinta-feira (4), o que aumentou o debate sobre a proibição de animais no circo, assunto que está no Parlamento italiano.

Ettore Weber, 61, fazia uma sessão de treinamento em Triggiano, cidade na região de Puglia, quando foi atacado. Depois do incidente, todos os oito tigres do circo foram apreendidos pela polícia, o que gerou protestos de associações.

Uma liga que combate estudos com animais vivos divulgou nota pedindo que os tigres não sejam sacrificados e pedindo que animais em circos sejam proibidos. “Tigres devem ser salvos e colocados em um ambiente adequado às necessidades naturais deles”, diz o texto.

É a segunda vez desde 2017 que se discute uma possível proibição de animais em circos na Itália. O tema tem rejeição da associação nacional de circos, que promete protestos.

Fonte: Correio