A investigação da acusação de estupro contra Neymar, feito pela modelo baiana Najila Trindade, será prorrogada por mais 30 dias, a pedido da Polícia Civil. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (11), pela Promotoria de Combate à Violência Doméstica, e teve a concordância das duas promotoras que trabalham no caso.

Com a determinação, o inquérito policial seguirá para a Justiça, que dará o veredito final sobre o caso. A lei determina que o Ministério Público faça a análise da solicitação de investigar o caso por mais tempo e emita um parecer para auxiliar a decisão da juíza.

Não existe uma data limite para que a Justiça dê a palavra final sobre a prorrogação da investigação, mas a tendência é que seja um processo breve. Como a apuração corre em sigilo, as providências pedidas pela Polícia Civil não foram reveladas.

De modo geral, a legislação determina que o inquérito policial seja concluído em até 30 dias, mas, quando é necessário mais tempo, há pedido de prorrogação. 

Fonte: Correio