Depois que o Barcelona enviou uma comitiva para Paris para negociar nesta terça-feira (13), mas não conseguiu fechar a contratação de Neymar, o Real Madrid foi para o contra-ataque com um jogador valorizado no mercado europeu: Vinicius Junior. A imprensa espanhola diverge sobre a maneira como o atacante surgiu na negociação.

O jornal Sport, da Catalunha, informa que o Real Madrid oferece o ex-flamenguista; já o Marca, diário da capital, diz o contrário e afirma que o Paris Saint-Germain quer incluir o atacante de 19 anos. Os dois concordam que o atleta pode ser um trunfo para time madrilenho na negociação.

Na versão do Sport, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, decidiu “sacrificar” Vinicius Junior, um dos jogadores de sua predileção, e incluí-lo na negociação.

O nome do jovem talento seria mais uma tentativa de avançar na negociação, uma vez que o Paris Saint-Germain teria negado astros como Gareth Bale e Isco. Os três nomes não teriam sido aprovados pelo técnico alemão Thomas Tuchel e pelo diretor esportivo Leonardo, assim como o presidente Nasser Al-Khelaifi.

O preço de Vinicius Junior estaria perto dos 70 milhões de euros (R$ 312 milhões). Com isso, o Real Madrid teria de desembolsar o restante da quantia até chegar ao valor de 200 milhões de euros (R$ 886 milhões), valor pretendido pelo time francês.

Segundo o Marca, Vinicius Junior é um dos sonhos do Paris Saint-Germain, que estaria insistindo para que o jogador fosse incluído nas negociações. Os franceses também querem o croata Luka Modric. Na versão do jornal, Florentino Pérez não estaria disposto a vender o atacante.

Enquanto Real Madrid e Barcelona parecem travar um duelo particular, mais interessados em prejudicar o rival do que propriamente se fortalecer, Neymar treina sozinho no Paris Saint-Germain. Nesta quarta-feira, o brasileiro seguiu com as atividades no clube francês enquanto Thomas Tuchel trabalhou com o restante do elenco.

Esta situação também serve para preservar o craque de algum problema físico ou lesão. Por estar suspenso, Neymar ainda não participou de jogos oficiais desde que se reapresentou para o início da temporada.

Fonte: Correio