Willian Augusto da Silva, de 20 anos, que sequestrou um ônibus na Ponte Rio-Niterói, na nesta terça-feira (20), foi morto com seis perfurações, conforme primeira análise da perícia da Polícia Civil. Isso não quer dizer que ele levou seis tiros, já que um disparo pode causar mais de uma perfuração.

Os ferimentos encontrados pela perícia foram no: tórax (dois), no braço esquerdo, no antebraço direito e na perna esquerda. Willian foi morto por pelo menos um militar do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Não foi revelado, até o momento, se todos os tiros que o atingiram partiram de apenas um policial.

Quem era o Willian?

O sequestrador foi identificado como William Augusto da Silva, de 20 anos. Segundo informações, ele era vigilante, e não policial, e morava na cidade de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, vizinha à Niterói.

William sequestrou o ônibus por volta de 5h30, e a ação durou quase quatro horas. Ao sair do ônibus, ele foi executado por um atirador de elite, que estava em cima de um caminhão do Corpo de Bombeiros. Todos os reféns foram libertados sem ferimentos.

Fonte: Agencia Brasil