A partir do dia 1º de outubro, cerca de 55 mil ingressos para a primeira celebração no Brasil pela Canonização de Irmã Dulce já estarão disponíveis. O evento será realizado em Salvador, na Arena Fonte Nova, no dia 20 de outubro, com abertura dos portões ao meio dia. A programação festiva contará com apresentações musicais e espetáculo teatral, com início às 15h. Já a celebração religiosa, presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, D. Murilo Krieger, está programada para começar às 17h.

As paróquias da Arquidiocese de Salvador serão responsáveis pela distribuição dos ingressos gratuitos, como enfatiza padre Valter Ruy Cordeiro, da Comissão Arquidiocesana para a Celebração Pós-Canonização da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres: “Cada paróquia se encarregará de administrar a distribuição dos ingressos junto a seus fiéis”, afirmou.

Para o público de outras cidades e estados brasileiros, a distribuição será feita junto à Secretaria da Canonização das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID). Os interessados deverão enviar suas solicitações para o e-mail: canonizacao@irmadulce.org.br, a retirada será no Santuário de Irmã Dulce até o dia 19 de outubro e na Arena Fonte Nova no próprio dia da celebração.

O evento terá uma agenda cultural e religiosa para celebrar a canonização da freira baiana em solo brasileiro e em sua terra natal. Entre as atrações, destaque para a participação dos cantores e Embaixadores de Irmã Dulce, Margareth Menezes, Waldonys, Saulo, Tuca Fernandes e padre Antônio Maria durante a encenação do espetáculo “Império de Amor”.

A peça vai levar ao palco 650 atores, sendo 550 crianças e adolescentes do Centro Educacional Santo Antônio (CESA) – núcleo de educação da OSID, além de idosos da instituição. Juntos eles vão contar a história do Anjo Bom da Bahia com números de teatro, dança e música. A celebração no Brasil ocorrerá sete dias após a cerimônia oficial de Canonização, agendada para 13 de outubro, às 10h, no Vaticano.

Solidariedade
Remetendo ao Amar e Servir de Irmã Dulce, os ingressos para a celebração do dia 20 de outubro trarão ainda um nobre convite à solidariedade. É que no verso do cartão de entrada o público irá encontrar os dados bancários para quem quiser contribuir com a campanha de reforma e modernização da Unidade de Oftalmologia da OSID – Banco Bradesco (237) / Agência: 2864-9 (Bradesco Empresas) / Conta Corrente: 11.136-8 / Razão Social: Associação Obras Sociais Irmã Dulce / CNPJ: 15.178.551/0001-17.

O recurso arrecadado será direcionado tanto à reforma do espaço físico, que passará a ocupar uma área de 400 metros quadrados, quanto à aquisição de mobiliário.De acordo com Lucrécia Savernini, gestora de Saúde da instituição, são atendidos atualmente nessa unidade cerca de 1.600 pacientes por mês.

“Com a requalificação, sua capacidade de atendimento ambulatorial e em pequenos procedimentos será ampliada em 20%, ajudando a reduzir a fila de espera. Aqui nas Obras, fazemos pequenos milagres todos os dias para atender nossos pacientes. Então, esperamos que outras pessoas abracem a causa para que estes milagres possam continuar a acontecer”, disse.

Em caso de dúvidas sobre como participar da campanha, basta ligar para a Central de Relacionamento com o Doador: (71) 3316-8899.

O milagre de Dulce, que agraciou José Maurício Moreira, 50 anos, foi promulgado pelo Papa Francisco, no dia 13 de maio deste ano, o decreto que reconheceu o segundo milagre atribuído à intercessão de Irmã Dulce, cumprindo-se assim a última etapa do processo de Canonização da beata baiana.

“Ao acordar, comecei a ver a minha mão. Entendi que Irmã Dulce tinha operado um milagre. Ela me deu muito mais do que eu pedi: eu voltei a enxergar”, relatou José Maurício, natural de Salvador, agraciado com um dos milagres de Irmã Dulce. Em virtude de um glaucoma muito sério, descoberto tardiamente e já em estado avançado, ficou totalmente cego de ambos os olhos por mais de 14 anos.

O milagre reconhecido
Em 2014, já morando em Recife, Maurício teve uma conjuntivite muito grave e sofria com fortes dores. Decidiu pegar a imagem de Irmã Dulce que pertencia a sua mãe, e colocá-la sobre os olhos e, com muita fé, fez uma oração pedindo a intercessão da religiosa para que aliviasse as dores.

A freira, conhecida como o Anjo Bom da Bahia, se tornará a primeira santa de nosso tempo nascida no Brasil e sua canonização será a terceira mais rápida da história (27 anos após seu falecimento), atrás apenas do Papa João Paulo II (9 anos após sua morte) e de Madre Teresa de Calcutá (19 anos após seu falecimento).

Agenda:

Serviço:
Celebração pela canonização de Irmã Dulce:

Data: 20 de outubro de 2019

Local: Arena Fonte Nova (Salvador-Bahia)

Horário: 15h (com abertura dos portões ao meio dia)

Ingressos: serão gratuitos e distribuídos a partir do dia 1º de outubro, através das paróquias da Arquidiocese de Salvador.

Observação: para o público de outras cidades e estados brasileiros, a distribuição será feita junto à Secretaria da Canonização das Obras Sociais Irmã Dulce, e os interessados deverão enviar suas solicitações para canonizacao@irmadulce.org.br, sendo que a retirada será no Santuário de Irmã Dulce até o dia 19 de outubro e na Arena Fonte Nova no próprio dia 20 de outubro.

Fonte: Correio