Anitta, 26, publicou nesta sexta-feira (23) mais um aviso sobre as queimadas que têm acontecido no Brasil. Desta vez, a cantora compartilhou um vídeo de conscientização que mostra as causas e consequências dessas queimadas. 

Na legenda da publicação, Anitta diz que tem se aprofundando no tema e pede que as pessoas deem atenção ao vídeo. “Prometo que, dando atenção a isso, amanhã posto um vídeo rebolando de calcinha”, escreveu.

 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Pedi que especialistas preparassem em outro idioma e com legenda este vídeo bem didático pra iniciar um aprendizado sobre a nossa vegetação. Sem posições políticas porque meu partido nesse momento é a natureza. Aprendendo certinho acho que podemos lutar melhor e fazer a diferença com mais força. Ao longo do tempo vou aprofundando o tema pra gente aprender junto até chegar nos problemas mais profundos. A dublagem é em inglês porque já tenho uma grande parte de seguidores internacionais que não entendem tão bem o nosso país e estão perguntando como ajudar. Mas está tudo legendado em português pra gente. Prometo que dando atenção à isso amanhã posto um vídeo rebolando de calcinha. 😘 Fonte: @observatoriodoclima

Uma publicação compartilhada por Anitta 🎤 (@anitta) em 23 de Ago, 2019 às 10:23 PDT

A cantora ainda disse que pediu a especialistas que “preparassem (o vídeo) em outro idioma e com legenda”, para apresentá-lo aos seus seguidores estrangeiros.

Sem posições políticas porque meu partido nesse momento é a natureza. Aprendendo certinho acho que podemos lutar melhor e fazer a diferença com mais força. Ao longo do tempo, vou aprofundando o tema pra gente aprender junto até chegar nos problemas mais profundos”, acrescentou.

Nos últimos dias, Anitta fez uma série de stories (vídeos curtos) em seu Instagram, em que fala sobre as queimadas. 

Ao chamar a agropecuária de “câncer da natureza”, ela declarou não ter medo de perder patrocinadores ao falar sobre esses assuntos. “Eu estou cagando e andando para quem está afim de me silenciar […] Não é meu medo nesse momento. Estou preocupada mesmo em usar minha rede de comunicação, que tenho 40,5 milhões (de seguidores), […] para explicar para quem não entende os termos”.

Fonte: Agencia Brasil