A cantora Aila Menezes, 31 anos, tem um domingo intenso. Mas que começa bem devagarzinho, aproveitando o clima de descanso e lazer do último dia da semana. A ex-The Voice conta que, além de relaxar, sempre dedica uma parte de seu dia ao Centro Espírita…, sai para comer no Rio Vermelho e termina a noite no maior pagodão . “É minha terapia”, brinca Aila. Confira as dicas que ela preparou:   

Terapia – È o dia que tiro para cuidar mais de mim e coisas que gosto de fazer, como se fosse um dia de terapia. Acordo geralmente mais tarde, bem mais tarde, almoço em casa e assisto a um episódio de alguma série que gosto.  Para dar um tempo até a tarde. Entro as series que curto tem The Good Wife, Blidspot ou How to Get Away with Murder. 

Doação – À tarde, a partir das 17h, vou ao Centro Espírita Casa da Redenção Joanna de Ângelis, em Patamares. Lá, fazemos um rabalho social lindo, assistimos 160 famílias carentes, arrecadamos alimentos e damos cursos profissionalizantes para elas. O espaço é aberto a visitação. .

Comer fora– Depois do centro sempre vou comer uma coisa com minhas amigas, sempre no Rio Vermelho, que é um lugar de muitas possibilidades. Gosto de comer no antigo Mercado do Rio Vermelho, que é um lugar de muitas possibilidades, vou na Confrária do França jantar. Depois volto no Mercado e tomo um sorvete na Cubana, que amo.
  
Farra r– Meu programa mais especial da noite é ir para o Zen, no Rio Vermelho. Vou a quase três anos lá para o show dabanda de pagode Guig Guetho. Falcão é um amigo querido. Vou pra lá e danço pagode até me acabar. È minha terapia. Depois passo num posto de gasolina na Avenida ACM, que fica aberto 24h, e como um casadinho delicioso que tem lá. Meus domingos são tradicionalmente assim.   

Fonte: Correio