O Ministério da Economia aprovou a liberação imediata de R$ 38,5 milhões para o Ministério da Defesa. O valor a ser desbloqueado atende a um pedido feito pela pasta para as operações de combate 
às chamas na Amazônia. 

“Feitas as primeiras estimativas de valor, considerando o cenário fiscal vigente, o Ministério da Economia aprovou a liberação imediata de R$ 38,5 milhões, procurando atender de forma emergencial pleito apresentado pela Defesa”, afirma a pasta em nota. 

O ministério comandado por Paulo Guedes ainda afirma estar acompanhando a evolução do tema e diz que tomará as providências necessárias, em conjunto com a Defesa, para atender o decreto que emprega as Forças Armadas para combater o fogo na região. 

O decreto de sexta-feira (23) autorizou o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem na Amazônia Legal. O objetivo é criar ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais e fazer levantamento e combate a focos de incêndio. 

Neste sábado, a Força Aérea Brasileira (FAB) começou a usar duas aeronaves C-130 Hércules no combate aos focos de incêndio.

Fonte: Agencia Brasil