A recuperação do Vitória na Série B do Brasileirão sofreu uma freada. O empate por 1×1 com o Coritiba, na noite desta terça-feira (27), no estádio Couto Pereira, foi o terceiro seguido do Leão no torneio. A situação poderia ter sido pior, se o gol salvador de Lucas Cândido, no segundo tempo, não impedisse a derrota fora de casa. 

O resultado deixou o rubro-negro com 20 pontos, momentaneamente em 15º lugar. Para não terminar o primeiro turno na zona de rebaixamento, o Vitória torce por empate entre Criciúma e Oeste, que estão jogando na noite desta terça, e também por derrota do São Bento, que receberá o América-MG na quarta-feira (28). O time paulista tem 19 pontos e ultrapassa o Leão em caso de empate porque leva vantagem no saldo de gols.

O próximo compromisso do Vitória será na sexta-feira (30), quando recebe o Botafogo-SP, às 21h30, no Barradão, na abertura do returno. 

1º tempo de pressão do Coritiba
O Coritiba precisou de apenas cinco minutos para criar a primeira grande chance, quando Wellissol deixou Capa para trás e cruzou na área, Rodrigão escorou e Juan Alano soltou a bomba. A bola bateu na trave e sobrou para Rafinha finalizar, mas Van apareceu e salvou o Leão.

O lado esquerdo era o calcanhar de Aquiles do Vitória. Em nova jogada de Wellissol, Van cortou errado e William Matheus chutou na defesa. A bola ainda sobrou com Rafinha, que perdeu chance incrível.

Do outro lado, o Leão tinha muita dificuldade para criar as jogadas. O primeiro lance de perigo do rubro-negro só ocorreu devido a uma saída errada da defesa do Coritiba. Chiquinho recuperou a bola, tentou chute cruzado e mandou longe.

Isolados, Anselmo Ramon e Jordy Caicedo pouco participavam do jogo. Quando a bola chegou, o camisa 9 soltou uma bomba e viu Muralha fazer a defesa parcial. No rebote, Caicedo mandou para fora.

Enquanto isso, o Coritiba seguia pressionando. O Coxa chegou a balançar as redes aos 25 minutos, mas o auxiliar flagrou o impedimento de William Matheus e anulou o tento. Minutos depois o Leão não teve a mesma sorte.  

Aos 39 minutos, Juan Alano cobrou falta na área, Everton Sena cortou de cabeça, mas tirou de Martín Rodríguez e acabou mandando contra o próprio gol, abrindo o placar para o Coritiba.

O segundo do Coxa quase saiu quatro minutos depois. Matheus Sales experimentou de fora da área e acertou o travessão. Logo depois do lance, Amadeu precisou fazer a primeira mudança. Mantín Rodríguez sofreu um corte no joelho e saiu para a entrada de Ronaldo.

Em sua primeira aparição na partida, Ronaldo defendeu o chute após boa jogada de Wellissol e salvou o rubro-negro de ir para o intervalo com um prejuízo maior.

2º tempo de reação do Vitória
O Leão voltou para o segundo tempo tentando sair mais para o jogo, mas foi o Coritiba que continuou criando as melhores chances inicialmente. Logo nos primeiros minutos, Ronaldo precisou aparecer bem nos chutes de Giovanni e Matheus Sales.

Com pouco domínio da partida, o Vitória não conseguia ser eficiente nas vezes em que chegava ao ataque. Para tentar mudar o panorama, Carlos Amadeu colocou Felipe Garcia na vaga de Wesley. No entanto, foi Lucas Cândido que apareceu como o salvador rubro-negro.

O volante arriscou chute forte de fora da área aos 20 minutos. A bola desviou em Matheus Sales e morreu no fundo do gol de Muralha, decretando o empate rubro-negro.  

Após o gol, o Coritiba continuou pressionando. O chute de Nathan passou por Ronaldo, mas não pela trave. Aos 39 minutos, o ataque do time da casa fez uma blitz na defesa do Vitória, mas o Leão conseguiu se segurar.

Mesmo com o Coxa em cima, o rubro-negro conseguiu suportar a pressão até os últimos minutos e garantiu pelo menos o empate fora de casa. 

Fonte: Correio