Há muito mais em comum entre a Bahia e o Japão do que sonha nossa vã filosofia. O País do Sol Nascente é o que tem a maior expectativa de vida no mundo, segundo o Banco Mundial. Aqui é o estado brasileiro com maior número de pessoas com mais de cem anos, segundo dados do IBGE. E a Longevidade é o tema do 13ª Festival da Cultura Japonesa (Bon Odori), que acontece até amanhã no Parque de Exposições, na Avenida Paralela, em Salvador. 

A entrada custa R$ 26 (R$ 13 a meia), mais R$ 20 pela vaga de estacionamento. Quem não quiser ir de carro pode optar pelo Metrô e saltar na estação Mussurunga. No local, o visitante vai encontrar praça de alimentação, lojas de produtos japoneses e uma programação que inclui demonstrações de aspectos da cultura japonesa, incluindo tradicionais danças, músicas e artes marciais. Vez por outra vai topar com personages como Harry Potter, a Arlequina ou o Changeman Amarelo. 

Festival  ten feira de produtos japoneses (foto: Mateus pereira / GovBa)

Não é exatamente um carnaval, mas o Bon Odori, para muitos baianos apaixonados pela cultura pop, é uma oportunidade para vestir a fantasia de seu personagem favorito, a chamada cultura colsplay. Há até um concurso previsto na grade do festival (veja abaixo). 

O colsplay se repete ao longo das edições, mas este ano há novidades. Uma delas é o concurso de bonsai (árvore em miniatura). Outra é a abertura de um terceiro palco para abrigar, como os demais, apresentações de música, dança, teatro, karaokê, ginástica e artes marciais. Além disso, traz uma arquitetura nova, com um espaço mais cômodo para todos os visitantes, contando com duas grandes áreas cobertas, o Pavilhão Tsuki e o Pavilhão Taiyou.

Festival reproduz localmente cultura do colsplay, nascida no Japão e que ganhou o mundo (foto Mateus Pereira / GovBa)

Abertura
Para o presidente da Associação Cultural Nippo-brasileira de Salvador (Anisa), Roberto Mizushima, o evento representa a celebração do laço de irmandade entre Japão e Bahia. “Esse ano, o nosso tema é a longevidade, tanto no que diz respeito à vida das pessoas quanto à continuidade das culturas. Esse evento é uma forma de compartilhar e estreitar os laços, celebrando as semelhanças e diferenças. O povo japonês sempre foi muito bem acolhido no Brasil, e os baianos sempre nos receberam de braços abertos”. 

Ontem, no primeiro dia do evento, a estudante Raíssa Nascimento, 12 anos, ficou encantada com as belezas e diferenças da cultura japonesa. “Eu aprendi que eles têm um respeito muito grande pela natureza e pelas outras pessoas. Gostam de comer comidas saudáveis, como peixes e arroz, e são muito gentis. Eu gostei muito das roupas e do artesanato”, afirmou.

Destaques da Programação

Sábado

12h00 Demonstração de pipas tradicionais japonesas – Palco Hikari 

12h50  Oficina do Grupo Cultural Wado – Workshop de tambores japoneses  – Palco Hikari 
14h55   Ginástica para saúde  – Palco Hikari 

18h00  Cosplay – Covers de personagens famosos de filmes, desenhos e quadrinhos – Palco Hikari 

14h30 Demonstração de sumô – Palco Natsu 

15h15   Kyuudô – arte japonesa com uso de flechas – Palco Natsu 

18h00   Bon Odori – dança típica japonesa – Espaço Bon Odori

Domingo

12h00  Ginástica para saúde – Palco Haru 

12h55  Ryukyu Matsuri Daiko – grupo de dança e música típicas de  Okinawa – Palco Haru .

13h30 Baston PL – Performance utilizando baston de metal ao ritmo das músicas japonesas – Palco Haru 

16h50  Concurso de Cosplay – Palco Haru

14h35   Show de ilusionismo oriental com os mágicos paulistas Edson e Kevin Iwassaki – Palco Hikari 

17h40  Poison Dance Group – dança e cover de música pop japonesas – Palco Hikari

18h15  Grupo Kaito – Apresentação de shakuhachi e shamisen, instrumentos tradicionais do Japão – Palco Hikari

16h00  Aikidô – arte marcial que significa “o caminho do espírito harmonioso” – Palco Natsu 

17h30   Kendô – arte marcial  em que os praticantes usam espadas de bambu – Palco Natsu 

16h00   Matsuri Dance – Espaço Bon Odori 

18h00  Bon Odori – Dança típica japonesa – Espaço Bon Odori.

Fonte: Correio