Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL), foi “encontrado” em São Paulo. Depois de ganhar o status de desaparecido após estar envolvido em um escândalo financeiro, a revista Veja conseguiu encontrá-lo no bairro do Morumbi.

Na região, ele faz tratamento no Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Albert Einstein – que oferece consultas e serviços como radioterapia e quimioterapia. De acordo com a publicação, Queiroz anda sem a companhia de seguranças ou de sua família.

(Foto: Reprodução)

No final do ano passado, ele contou que fazia um tratamento contra um câncer no intestino. Segundo a Veja, a cirurgia pela qual Queiroz passou não resolveu o seu tumor. Um amigo de Queiroz, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ), confirmou que ele segue o tratamento. “Ele escreveu que ainda estava baqueado”. 

Procurado pela revista, Queiroz não quis dar declarações sobre o caso. Bolsonaro afirmou que “cabe a ele explicar. Eu também quero saber onde está o Queiroz”. E a assessoria do hospital Albert Einstein disse que não comentará a reportagem.

Fonte: Correio