O clima de tensão que imperou em São Marcos esta semana já não é mais sentido nas ruas principais do bairro neste sábado (31). O comércio abriu normalmente desde as primeiras horas da manhã. Na última quinta-feira (29), alguns lojistas não arriscaram a abrir as portas por conta da insegurança gerada depois de um ônibus quase ser incendiado na pista. De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), a operação dos ônibus na Via Regional só foi retomada na manhã deste sábado.

O remanejamento das linhas e a suspensão do tráfego na via foram necessárias por conta das ameças de vandalismo aos coletivos. Dessa forma, as linhas que circulam na Via Regional estavam sendo desviadas pelo Bairro de São Marcos e Pau da Lima da seguinte forma. As linhas que vão para Nova Brasília e Jardim Nova Esperança, seguiam São Marcos e Estrada Velha. Já as linhas os que vão para as Cajazeiras seguiam por São Marcos e Castelo Branco. O ponto final para as pessoas que utilizam as linhas para a Via Regional também havia sido remanejado provisoriamente para frente do Hospital São Rafael, no último ponto.

De acordo com o comerciante Marcos Almário, funcionário de um comércio varejista localizado na Avenida Maria Lúcia, o movimento estava tranquilo nesta manhã, diferente da quinta-feira, quando o comércio fechou as portas mais cedo. A loja em que ele trabalha não chegou a suspender o expediente, mas por conta do cancelamento das aulas nas escolas públicas da região, o movimento nas ruas também caiu.

Foram duas tentativas de ataques a ônibus no bairro em menos de 24 horas. Na noite de quarta-feira (28), um ônibus lotado foi atravessado na Via Regional, na altura do bairro São Marcos, e passageiros tiveram que derrubar e pular pelas janelas após bandidos roubarem a chave do motorista e ameaçarem atear fogo no coletivo. A situação ocorreu em um segundo veículo, também com passageiros. Moradores do local, que fica próximo ao acesso para o estádio Barradão, e até passageiros de um dos ônibus divulgaram imagens do ataque nas redes sociais. 

Na manhã do dia seguinte, dois homens tomaram a chave de um ônibus também na Via Regional. Eles pretendiam colocar fogo no coletivo, mas desistiram com a chegada da polícia. 

Um dos rodoviários contou que tudo foi muito rápido. “Eles subiram quando parei no ponto para os passageiros descerem. Subiram e disseram que não fariam nada com as pessoas, mas que queriam a chave do ônibus, porque iam colocar fogo”, contou ao CORREIO o cobrador, que pediu para não ser identificado.

Ainda segundo ele, os suspeitos desistiram da ação porque uma guarnição da Polícia Militar vinha logo atrás. “Eles desceram quando ouviram a sirene. Foi pânico. As pessoas estão assustadas desde ontem com tudo isso”, disse o cobrador. Os homens fugiram levando a chave do coletivo.

Fonte: Correio