Se engana quem pensa que ter uma casa planejada para proporcionar conforto acústico, iluminada, com boa circulação, harmônica e bela exige muito investimento. Na verdade, conhecer as tendências atuais e o uso de criatividade, além da orientação adequada, podem ser as diferenças fundamentais para ter uma casa que se possa chamar de lar com muito orgulho. Até o dia 29 de setembro, o público soteropolitano poderá conhecer o que existe de mais novo no universo da decoração durante a segunda edição da Mostra Casas Conceito, no espaço da Bahia Marina. São 29 ambientes projetados por 30 escritórios, com a participação de 41 profissionais das áreas de arquitetura e decoração.   

De acordo com a arquiteta, empresária e idealizadora da mostra, Andréa Velame, assim como acontece no universo da moda, quando os criadores adaptam as peças da alta costura para o consumo cotidiano, os profissionais da mostra tiveram o cuidado de selecionar as tendências nacionais e internacionais e interpretá-las para o dia a dia, sem esquecer de fazer uso de elementos como o artesanato, a arte e o paisagismo. 

“Na Mostra, por exemplo, temos como grande tendência a utilização de madeira, pedras e cores claras. No entanto, se o cliente não pode revestir o seu forro com uma lâmina de madeira natural, ele tem a possibilidade de substituir por uma chapa MDF laminado ou ainda usar outros materiais, como uma esteira de palha ou taboa dessas encontradas na feira de São Joaquim”. sugere.

Ela salienta que com relação aos tecidos, a Mostra usa muito linho, camurças e couro, mas que um efeito tão interessante quanto pode ser alcançado com sarja, lona de caminhão ou até sacos de linhagem. “O princípio básico é buscar um profissional da área que se adeque ao perfil do seu projeto”, diz, lembrando que os produtos em exposição estão com descontos de 20 a 50%.  

O litoral foi a inspiração da mostra. Com o tema A(MAR), os profissionais foram buscar referências de praias diversas para marcar sua criação e homenagear a Baía de Todos os Santos. “Depois da desmobilização da Mostra, irei preparar um ambiente dentro das características da Mostra com produtos garimpados em lojas populares, mostrando que bom gosto e estilo não estão associados a dinheiro e sim a um olhar diferenciado e o desejo de bem viver”, conclui Andrea.

Escolhemos um material que, geralmente, era refugado pela indústria, por ser a capa do bloco e que apresenta sulcos. 
Gabriel Magalhães, Arquiteto
(Foto: Lucas Assis/Divulgação)

Costeiro
Uma arquitetura limpa e atual, com viabilidade ecológica e que, sobretudo, potencializa o bem-estar do usuário. Interiores que privilegiam a criatividade nas soluções, conforto, identidade e memória. Foi assim que o arquiteto Gabriel Magalhães utilizou esses elementos para produzir espaços limpos e claros, que dialogam com a inspiração litorânea e, para tanto, não se furtou em usar uma cuba em mármore costaneira.

Entendo que uma Mostra como essa tem como função lançar produtos, me senti privilegiada por usar a marcenaria sob medida do maior designer de móveis do Brasil na atualidade. Aline Cangussu, Arquiteta
(Foto: Lucas Assis/Divulgação)

Macau A arquitetura contemporânea, moderna e elegante de  Aline Cangussú também marca sua participação na Casas Conceito com um painel em mármore Macau com desenhos em jato d’água, desenvolvido pela Pavimenti, e iluminado através da lona Tensoflex, da Omni Light. Mineira, ela não esconde o encanto pelo mar e o litoral

Foi um grande desafio construir o maior ambiente da Mostra, com 220 metros quadrados, utilizando todos os recursos e tecnologia da marca, destaque para a bacia sanitária automatizada . Flávio Moura, Arquiteto
(Foto: Lucas Assis/Divulgação)

Desafio O compromisso na criação de soluções diferenciadas e inovadoras, fizeram o arquiteto Flávio Moura se superar com a maior área da Mostra. O arquiteto alagoano foi convidado pela Kholer, maior fabricante de Louças e Metais do mundo, para assinar o SPA|Casa Kholer Vik Beach, na segunda Mostra Casas Conceito.

A ideia é que o visitante percorra os espaços e descubra  minha arquitetura, através de  tecidos, criei uma área de relaxamento, fruindo o máximo da beleza da vista da nossa Baia. Mário Figueiredo, Arquiteto
(Foto: Lucas Assis/Divulgação)

Relax
Responsável por projetos como o HUB Salvador, o desafio do arquiteto arquiteto Mário Figueiredo dessa vez foi criar, em 84 metros quadrados, um estúdio, com direito a living, espaço de jantar, canto de trabalho, closet, quarto e destaque para área de relaxamento.  

Para projetar uma casa, é preciso entender quem vive ali, para traduzir o eu dele nesse lar. A casa tem que ter alma e essência  
Simone Selem, Designer 

(Foto: Lucas Assis/Divulgação)

Atemporal
Conforto, elegância e funcionalidade são os pilares das criações da arquiteta e designer de interiores Simone Selem, que foi buscar na natureza a inspiração para os ambientes, onde a madeira e as fibras naturais tiveram um destaque todo especial. Avessa a modismos,ela buscou criar ambientes caracterizados pelo equilíbrio, criando espaços harmônicos de acordo com estilo de vida tão presente numa casa litorânea

Meu deck tem piso de vidro e uma rede para usufruir a localização da Baía e o guarda corpo com cordas náuticas. 
Nathalia Velame, Design

(Foto: Lucas Assis/Divulgação)

Vista privilegiada
Com um estilo marcado pela elegância e cuidado nos detalhes, a designer Nathália Velame investiu em um layout arrojado, privilegiando uma sala de banho com duas banheiras e box todo em vidro, tirando partido da localização sobre a Baía de Todos os Santos. Ela apostou no estilo contemporâneo com muita influência do clássico, por acreditar em projetos sem modismos, com uma linguagem atemporal, assim como é o clima litorâneo da capital baiana.

Fonte: Correio