Há dez anos, um cão chamado Bob passou a morar em um cemitério de Taboão da Serra, na grande São Paulo. O animal escolheu o novo lar depois que a dona morreu. Ele acompanhou o enterro e ficou uma semana no local.

Conforme o G1, familiares tentaram buscá-lo três vezes, mas ele sempre fugiu e voltou para a nova casa. A presença de “Bob Coveiro”, como foi apelidado, mudou o cotidiano dos funcionários. No início, achava-se que ele permanecia no local por causa da saudade da dona. 

Depois, descobriu-se que ele fez novos amigos e voltou a ser feliz. 

Bob acompanha os cortejos e deixa o momento da despedida um pouco menos difícil. Ele tem o costume de brincar e espalhar carinho.

Fonte: Agencia Brasil