Emily Lima não é mais técnica da equipe de futebol feminina do Santos. A treinadora pediu demissão do cargo na noite de terça-feira (3) após a eliminação da equipe paulista nas quartas de final do Campeonato Brasileiro.  

O pedido de demissão foi feito ainda no vestiário do estádio Ulrico Mursa. A técnica já havia avisado ao elenco que deixaria o cargo ao final da temporada. A relação de Emily Lima com a diretoria e com membros da comissão técnica não era boa. Ela treinava o Santos desde janeiro de 2018.

O Santos ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Em sua conta pessoal no Instagram, Emily agradeceu às jogadoras do elenco. 

“Foram quase dois anos de grande aprendizado profissional e, principalmente, pessoal. Deixo o clube de cabeça erguida sabendo que fiz tudo o que estava em meu alcance para proporcionar a essas guerreiras a possibilidade de colocar em campo o sonho de serem jogadoras no país do futebol. Cada noite de sono mal dormida, folga planejando o jogo seguinte, tempo longe da minha família valeram a pena em cada “obrigado” que recebi dessas garotas espetaculares”, escreveu em um trecho da postagem.

A técnica também pontuou o apoio de torcedores do Santos ao trabalho desenvolvido. “Tenho de destacar, também, torcida santista que sempre fez questão de nos apoiar e esteve ao nosso lado durante esta caminhada. Infelizmente as coisas não saíram como o planejado, foram muitos percalços durante todo esse período, mas tenho certeza de que fiz tudo possível para alcançar nossos objetivos”, afirmou Emily.

 

Fonte: Correio