Aos 45 anos, Valdira das Neves deu à luz os netos gêmeos nessa terça-feira em São Paulo. A professora “doou” a barriga para realizar o sonho do filho gay de ser pai. A menina, Maria Flor, nasceu com 2.250 kg, e o menino, Noah, com 2.190 kg. O pequeno precisou ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica.

“Logo, logo, ele (Noah) estará com a gente, com fé em Deus. Minha mãe está ótima”, contou Marcelo das Neves Júnior, de 24 anos, ao site G1. 

A gestação foi possível por causa de uma inseminação artificial. Foram usados os espermatozoides de Júnior e os óvulos de uma doadora anônima. A professora revelou ao G1 que desejava ter outro filho. No entanto, a família se mudou da Bahia para São Paulo, e a pretensão foi adiada pela família. 

Ela perdeu um bebê aos 41 anos e procurou uma clínica de fertilização. O procedimento da “barriga solidária” aumentouy as chances de uma gravidez de 3% para 50% por causa da idade da mulher. 

Dificuldade

O principal obstáculo enfrentado por Valdira das Neves foi durante a fertilização. O endométrio (camada interior do útero) da professora é fino, o que dificulta a fixação do embrião. O problema foi solucionado com remédios. 

Fonte: Agencia Brasil