Os 14 mil livros com temática LGBT comprados pelo o youtuber Felipe Neto foram distribuídos na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, no início da tarde deste sábado (7). Os livros foram embalados em um plástico preto, com, o adesivo “este livro é impróprio – para pessoas atrasadas, retrógradas e preconceituosas”.

(Foto: Reprodução)

Uma enorme fila se formou para a entrega dos livros. Entre os títulos escolhidos, estão Dois Garotos se Beijando, de David Levithan (Galera); Arrase!, de RuPaul (HarperCollins); Boy Erased, de Garrard Conley (Intrínseca); e Ninguém Nasce Herói, de Eric Novello (Seguinte).

Inicialmente, Felipe comprou 10 mil livros que tenham temas ou personagens do universo LGBT. Mais tarde, anunciou a compra de mais 4 mil livros “para esgotar de vez o estoque de livros com temática LGBT na Bienal”.

Entenda o caso
O caso acontece depois de o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciar em seu Twitter na noite de quinta (5) que censuraria a HQ “Vingadores – A Cruzada das Crianças”, que estava sendo vendida na Bienal. A história em quadrinho traz dois homens se beijando —o que Crivella considera pornografia e, portanto, atentaria contra o Estatuto da Criança e do Adolescente.

A prefeitura do Rio notificou extrajudicialmente a Bienal, não pedindo o recolhimento dos livros, mas dizendo que os exemplares de “Vingadores” fossem lacrados e viessem com uma classificação indicativa ou aviso de que há material ou cenas impróprios para menores de idade.
 

Fonte: Correio