Uma turbina de informações sobrevoa a Toca do Leão nesta segunda-feira (9). A semana começou agitada, principalmente por conta do acerto entre o Vitória e Arena Fonte Nova. Já a partir do próximo jogo, contra o Guarani, o Leão estará de casa nova – onde deve mandar seus jogos durante os próximos três anos.

Atleta que mais vestiu a camisa rubro-negra nesta Série B, com 19 jogos, Anselmo Ramon foi o entrevistado do dia no Centro de Treinamento (CT) rubro-negro e passou por sabatina sobre as expectativas com a nova casa. O atacante valorizou a mudança e lembrou que foi na Fonte Nova onde o Vitória alcançou o seu último acesso para a Série A.

Naquele ano de 2015, o rubro-negro mandou quatro jogos na Fonte, inclusive a partida do acesso, contra o Luverdense, quando o Leão goleou por 3×0 perante o público de 41.348 torcedores. Por quase um ano, aquele foi o recorde de público do estádio em partidas entre clubes. A marca foi batida pelo Bahia na Série B do ano seguinte, quando o rival rubro-negro enfrentou o Bragantino sob os olhares de 45.031 torcedores.

“Sabemos da grandeza da Arena Fonte Nova, esperamos fazer um bom jogo [contra o Guarani] e lembrando que em 2015 o Vitória subiu lá. Isso é muito importante: ter essa energia positiva e esperamos que a história volte a se repetir”, declarou Anselmo Ramon.

Além do jogo contra o Luverdense, o Vitória enfrentou Mogi Mirim (4×1), Paraná (1×1), e Paysandu (3×1). Apenas contra a equipe paranista o Vitória não saiu de campo com os três pontos. O aproveitamento é de aproximadamente 83,5%.

A média de público também foi interessante, totalizando 25.086 por partida. O número é bem superior ao registrado pelo próprio Vitória dentro do Barradão na mesma competição, que foi de aproximadamente 10.761 presentes. Foram 15 jogos no santuário rubro-negro.

“Eu acho que o torcedor vai em peso. Eles sempre vêm nos apoiando. Com o apoio deles vamos vencer a equipe do Guarani”, acredita Ramon.

Garçom do Vitória com três assistências na Série B, Anselmo Ramon pede que o time mantenha os pés no chão e continue pensando jogo a jogo. A prioridade no momento é fugir da zona de rebaixamento para depois, então, pensar em um acesso ainda na atual temporada.

“Tem que acreditar [no acesso]. Sabemos que é jogo a jogo e o primeiro passo é sair daquela zona que não é confortável. Aos poucos a gente vai crescendo no campeonato, como já estamos fazendo. Temos sete jogos sem perder, estamos em um momento bom e esperamos continuar assim. Trabalhando forte para que isso continue a a gente suba cada vez mais na tabela”, declarou.

O próximo jogo do Vitória é contra o Guarani, lanterna da Série B com 19 pontos. A partida já será na Fonte Nova, no próximo sábado (14) às 16h30.

*supervisão do subeditor Miro Palma

Fonte: Correio