Um homem acusado de matar a mulher a facadas em Milagres, no sul do Ceará, em 1997, foi preso 22 anos depois do crime em São Paulo. Francisco Antônio do Nascimento, conhecido como Chico Narcísio, de 57 anos, trabalhava como açougueiro na capital paulista.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo, Nascimento foi detido em sua casa na rua Inácio Monteiro, na Cidade Tiradentes, zona leste da cidade.

A SSP informou que a Polícia Militar paulista cumpriu um mandado de prisão expedido em maio de 2018 pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O caso foi registrado como captura de procurado no 53º Distrito Policial (Parque do Carmo).

O crime

O assassinato de Francisca Aciza da Silva aconteceu na madrugada do dia 2 de março de 1997, na residência do casal. Conforme a denúncia do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), Chico Narcísio matou a mulher com quatro facadas. Outras duas pessoas teriam ajuda o autor do crime a fugir.

A Promotoria ressaltou a motivação fútil do homicídio e a impossibilidade da vítima de se defender. A Justiça cearense informou que o Juízo da Comarca de Milagres expediu mandado de prisão preventiva em abril de 1997. Porém, o réu fugiu da cidade logo após o assassinato.

“Consta ainda na denúncia que as testemunhas ouvidas foram unânimes em afirmar que a vítima era uma dona de casa exemplar, vivia somente para a casa e os filhos. O réu, pelo contrário, saía com várias mulheres e costumeiramente batia na esposa”, informou o TJCE.

O Juízo da Comarca de Milagres está aguardando a comunicação oficial da autoridade competente para serem tomadas as medidas necessárias para a transferência de Nascimento para o Ceará.

Fonte: Agencia Brasil