Marcelo Venâncio da Silva, 27, é suspeito de tentar pôr fogo em um cartório de Ouro Branco, Alagoas, na manhã da quinta-feira, 12, após ter se arrependido do casamento civil celebrado no estabelecimento. Segundo a Polícia, o sujeito está preso no Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), onde aguarda audiência de custódia.

O homem teria invadido o cartório no sertão alagoano com uma garrafa de álcool e isqueiro. Lá, tentou incendiar os móveis do local com objetivo de queimar os papéis do casamento. Segundo o portal UOL, testemunhas afirmaram que, inicialmente, ele pediu ao cartório os documentos da união e afirmou que queria cancelar. Com a recusa do atendimento, abriu a garrafa de álcool e tentou acionar o isqueiro, mas foi impedido por funcionários.

Diante do impedimento, Marcelo conseguiu roubar um estabilizador e fugiu. A Polícia Militar foi acionada e interceptou o homem algumas ruas depois. Cercado, quebrou o estabilizador e tentou agredir os policiais. Ele foi detido e levado para a CISP. Familiares afirmaram que Marcelo sofre de transtornos psicológicos e, na semana anterior, teria até tentado desenterrar o corpo da mãe no cemitério. O nome da esposa e a data do casamento não foram divulgados.

As informações são de O Povo.

Fonte: Correio