O humorista Carlinhos Mendigo voltou a falar da disputa por conta de uma dívida que tem de pensão alimentícia para o filho de 8 anos com a ex-mulher, Aline Hauck. Com mandado de prisão expedido em seu nome, o ex-Pânico chegou a ser considerado foragido pela polícia, mas conseguiu uma liminar para impedir sua prisão.

“O desembargador entendeu as minhas verdades, já que eu tinha todos os comprovantes do pagamento de pensão, de presentes que eu dei para ela. Ele entendeu para o meu bem e para o bem do meu filho que a prisão não seria bacana. Conseguimos a revogação da prisão”, disse ele ao Uol.

No Instagram, Carlinhos postou um vídeo do programa Primeiro Impacto em que ele conta seu lado da história. Ele também aproveitou a legenda para se defender. “Verdade só tem uma! E aí? Minhas verdades, com as provas que alguns veículos que eu também falei não mostraram. Sempre foi desgastante desde o nascimento do meu filho, acompanhem as datas de posts, etc. Obrigado por me entenderem e, principalmente pelo carinho e orações! Desculpem meu jeito maluco e rebelde”, escreveu.

Carlinhos usa muitos trechos da Bíblia e fala repetidamente em Deus no seu texto. “Questionava a Deus o porquê. De que vale a pena ser justo, Senhor, de que adiantou eu ser alguém na vida, se me tiraram o que me foi tirado quando eu era uma criança de 4 anos? E em meus sonhos, era tão lindo o que imaginei para mim junto ao meu filho”, diz.

Ao Uol, Carlinhos afirmou que por conta da dívida teve um apartamento penhorado pela Justiça. “Não tem acordo com a pessoa. Ela quer me ver na lama, me humilhar. Ela quer tirar a minha cobertura. Pode tirar. Eu quero ver o meu filho. Quer fazer acordo? Vamos fazer, mas não querem. A pessoa não tem coração, não tem sentimento, não tem noção do absurdo e do ridículo. Prender o pai do próprio filho?”, acusa.

Dpivida
A dívida de pensão de Carlinhos com o filho já chegaria aos R$ 650 mil. Aline Hauck diz que ele não paga há sete anos. Os dois são pais do pequeno Arthur Henrique, hoje com oito anos.

Em 2018, ele já teve um mandado expedido contra ele. Carlinhos alegava que não pagava a pensão porque Aline não o deixaria mais ver o filho, o que ela nega. Ele também diz que só parou de pagar o valor esse ano.

“Não mando ajuda financeira para o meu filho desde fevereiro. Eu pagava R$ 10 mil enquanto eu tinha. Como vou pagar o que não tenho mais?”, questiona. “A justiça estabeleceu um valor que eu não tinha mais como pagar. A juíza nunca alterou o valor. Eu sustento 10 crianças com R$ 6 mil. Garanto para você”, afirma.

Ele alega que não tenta mais entrar em contato com o filho porque tem medo de ser rastreado. “Eu não me sinto injustiçado, eu sou injustiçado. Eu não me arrependo de nada do que eu disse. Eu não posso driblar meu caráter para agradar outros. Minha felicidade incomoda”, diz. “Não ligo pro meu filho, não caio em armadilha. Sempre liguei e agora ela (Aline) está se fazendo de vítima. Estão rastreando meu telefone para mandar para a polícia. Ela quer me por na cadeia por vingança”.

Fonte: Correio