A homologação do resultado do edital que deu a um único consórcio o direito de construir o novo terminal rodoviário de Salvador, no bairro de Águas Claras, foi publicada no Diário Oficial do Estado na sexta-feira (13).

Segundo informações da Agerba (agência estadual que regula os serviços públicos de transportes), por previsão do edital, o prazo para assinatura do contrato é de 30 dias.

“A partir da assinatura, algumas etapas devem ser cumpridas, desde a apresentação do estudo preliminar de arquitetura, apresentação do projeto básico até apresentação do projeto executivo. O terminal será entregue no prazo médio de 36 meses após início da sua construção”, informa a agência, em nota.

O Consórcio Terminal Rodoviário de Salvador, formado pelas empresas Sinart e AJJ Participações, foi o único interessado no concurso, que além da construção do novo equipamento, permite a operação do terminal rodoviário atualmente em uso, no bairro de Pernambués. 

Com a construção do novo terminal, o novo uso para o atual equipamento ainda está em estudo pelo Governo do Estado. “Após a conclusão das obras da Rodoviária em Águas Claras e do início da operação deste novo equipamento, a atual rodoviária será desativada. Uma das possibilidades é que a área seja utilizada pelo Estado para execução de outros projetos de grande porte por meio de parcerias público-privadas”, diz nota.

A nova rodoviária de Salvador, que ficará localizada na entrada da cidade, de chegada pela BR-324, contará com investimento de R$ 120 milhões.

O terminal será multimodal com integração entre a futura estação do metrô de Águas Claras, o VLT e o terminal de ônibus urbanos e metropolitanos. A previsão é de que 39 mil passageiros circulem diariamente no novo espaço.

Fonte: Correio