Se o primeiro turno do Bahia no Brasileirão foi marcado pelo bom desempenho e quebra de pontuações, o segundo vai ser de afirmação para o tricolor. Pelo menos é assim que pensa o técnico Roger Machado.

Na sétima colocação, com 31 pontos, o treinador faz coro aos torcedores e jogadores de que a chance de abocanhar uma vaga na Libertadores é real. Atualmente, o Bahia está a apenas um ponto do G6. 

“A gente fechou o turno com 31 pontos, aproveitamento de quase 55% dos pontos. Se a gente conseguir repetir essa média de pontos… A gente tem uma média mínima de pontos para que consiga chegar nas duas últimas rodadas com possibilidades reais de atingir a pontuação da Libertadores. Acho possível”, explicou Roger, que prosseguiu:

“Agora, temos objetivos a curto prazo. O primeiro é a manutenção na Primeira Divisão. A médio prazo, é a Sul-Americana. A longo prazo, que só vai definir nas últimas rodadas, é a vaga na Libertadores. Para não perdermos de vista, a gente vai jogo a jogo. Tanto a gente quanto nosso torcedor, podemos sonhar, mais do que sonhar. Realizar isso dentro de campo da forma que a gente vem fazendo: trabalhando duro, respeitando cada adversário para manter viva essa possibilidade de ir para a Libertadores”, disse.

Nessa busca por se manter no bolo que briga por uma vaga na Liberadores, o tricolor tem um confronto direto neste sábado (21), quando pega o Corinthians, no Itaquerão, em São Paulo. O alvinegro é o quinto colocado do Brasileirão, com 32 pontos. Se vencer, o Esquadrão ultrapassará o concorrente na tabela.

Por conta da Copa Sul-Americana, o Corinthians pode poupar alguns atletas, mas Roger afirma que o time precisa estar preparado para todas as possibilidades.

“Mais do que isso, a gente procura trabalhar e visualizar o que a gente vai enfrentar, que pode ser uma equipe que jogou ontem ou alterada por algumas posições, mas que a gente sabe que, se você pegar os nomes que viriam em uma possível mudança, são nomes fortes que, em algum momento, já foram titulares”, disse o treinador.

Fonte: Correio