(Foto: Reprodução e Sindipoc/Divulgação)

O delegado Gesta Dermeval Costa Santos, 58 anos, lotado em Salvador, foi assassinado no início da tarde deste sábado (21) após reagir a um assalto em um estabelecimento comercial, no município de Feira de Santana. Santos não estava em serviço e, por volta de 12h46, fazia compras com o primo Edson Andrade Ribeiro, no setor de frutas e verduras da Central de Abastecimento, no Centro da cidade, quando foi surpreendido por um homem que portava uma arma de fogo e anunciou o assalto. 

Santos estava na Central de Abastecimento, no Centro
(Foto: Radio Local Central/Reprodução)

De acordo com informações do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), o delegado, que era lotado na Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (Dreof) de Salvador, reagiu e foi baleado pelos assaltantes na região da barriga. Edson logo o conduziu para o Hospital São Matheus, mas ele não resistiu e morreu na unidade. Segundo informações da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), o autor do crime, que vestia uma camisa branca, fugiu para o bairro da Rua Nova e está sendo procurado pela polícia. Um helicóptero da Polícia Militar (PM) está ajudando nas investigações.

Em nota, o presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, disse que o homicídio do delegado representa uma grande perda a Polícia Civil (PC) baiana e ressaltou que a investigação criminal deverá elucidar a autoria do crime. “Mais uma perda para nós policiais civis. Ele era um grande amigo. Um colega, um trabalhador que se dedicava todos os dias à instituição e à sociedade. Temos a obrigação de identificar os autores e efetuar a prisão. O crime não poderá ficar impune”, lamenta Lopes.

Em nota, a Polícia Civil (PC) informou que equipes da 1ª Coorpin e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana, com o apoio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), investigam o latrocínio. “Os policiais realizam incursões para identificar e prender o criminoso”, diz a nota.

Fonte: Correio