Já imaginou a mistura entre uma orquestra com ritmos da Bahia e os Beatles? Foi para escutar essa combinação que os soteropolitanos foram até a Praça da Inglaterra, no comércio, na noite deste sábado (21). Lá, aconteceu o show da Orquestra Popular da Bahia (OPB) em homenagem a banda de Liverpool, com as participações de Tuca Fernandes, Aléx Goes e Serginho, antigo integrante da Adão Negro. Orquestra Rumpilezz e Baco Exu do Blues tocam nesta domingo (22) – veja programação abaixo.

O maestro Tukano responsável por reger a orquestra contou que a ideia de fazer os Fab Four ganharem uma cara de orquestra deu trabalho. “É um desafio fazer um lab de como tocar Beatles com uma big band e claves baianas sem perder o estilo deles. Quem escutar vai saber que é Beatles”, disse.

Além de ser beatlemaníaca, a produtora cultural e advogada Jaqueline Sangalo também é fá da OPB. Mesmo antes de começar o show, ela já tinha garantido um lugar na frente do palco para ver a mistura da Bahia com a Inglaterra. “É uma orquestra fantástica que só nos orgulha e eu sou apaixonada por Alex Góes. Ele canta muito bem em inglês. Com Tuca e Serginho vai ficar muito bacana”, disse, sem esquecer de reforçar que qualquer sucesso da banda iria agradar. “Gosto do lado a e lado b. Sou fã desde o Iê-iê-iê”, contou.

A apresentação foi apenas uma das quatro que aconteceram na tarde de sábado na Praça da Inglaterra. As bandas Tribass, Serafim e o Nordeste Experimental e a Diamba também animaram os visitantes da Feira Criativa.

Os grupos musicais começaram a se apresentar por volta das 16h, mas, antes disso, a praça do comércio já estava ocupada por atrações e pessoas. A partir do meio-dia, quem foi na Feira Criativa também pôde aproveitar o dia de sol para fazer compras e comer nos stands e carrinhos espalhados no local. O evento é parte da programação do Festival da Primavera e acontece neste sábado e no domingo (22).

É a diversidade de atividades no comércio, que chama atenção dos visitantes da feira. Por vezes esquecido pelos soteropolitanos, o local se torna uma opção de lazer ao ar livre com a Feira Criativa organizada pela Prefeitura de Salvador e com curadoria do projeto Coreto Hype, da L&B Produção.

O empresário Newton Barreiros, 60 anos, comemora as ações para ocupar a região. “O espaço do comércio estava morto e está sendo revitalizado. É um espaço legal, que o pessoal sempre tem que estar fazendo atividades para trazer a população para cá”, ressaltou.

Ocupar o Centro Histórico com a população da capital e não apenas os turistas é justamente um dos motes do projeto #Vemprocentro, da prefeitura municipal de Salvador. O Festival da Primavera é o primeiro “produto” da iniciativa da gestão ACM Neto. Nesta edição, a maior parte da programação foi acontece na região histórica.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, conta que as programações artísticas são apenas parte de um grande projeto de revitalização do centro histórico. “Estão requalificando espaços. Temos o projeto de transformar prédios comerciais em moradia. Essa programação de gastronomia, entretenimento e esporte está aliada a ocupação do centro como parte da estratégia de revitalizar a região”, afirmou.

A jornalista Mariana Viveiros é uma dos muitos soteropolitanos que não costumam frequentar o comércio. “Não tenho costume de vir aqui, só por trabalho”, disse. Entretanto, ela também espera que a revitalização do espaço seja permanente. “O evento é ótimo e espero que isso revitalize o comércio, que é uma área tão bonita. Torço para que continue”, concluiu.

Mesmo quem não entende ao certo a importância de ocupar os espaços da cidade, aprovou o evento. Com apenas nove anos, Alexandre Valois queria provar as comidas de todos os stands de venda montados na praça, mas só comeu em dois. Mesmo com o foco na “comida barata”, o menino conta que achou o evento muito divertido. “Também tem música legal. Vim pra passear. Fazia tempo que eu não vinha pra uma coisa assim”, disse.

As iniciativas de encher o centro com os próprios soteropolitanos também é uma oportunidade para quem quer trabalhar. Onde tem gente se divertindo, tem gente com fome, contou a dona do food truck, Filémiau, Angemilis Mello, 31. “Hoje sairam umas 100 porções de carne com pirão. A gente não vem muito para cá, mas vai ficar pelo número de pessoas. Nos dias normais, não tem tanta gente. Mas essa é uma chance de lucrar”, disse. Neste sábado, o carro ficou parado em frente à praça da Inglaterra.

Segundo a produção do projeto Coreto Hype, são 42 expositores na praça da Inglaterra. Desses, vinte vendem comida – nove em stands, os outros estão distribuídos entre carrinhos e ambulantes. Essa não é a primeira feira do projeto Coreto Hype. “Temos três anos de feira itinerante pelas praças de Salvador. Já ocupamos mais de 20 praças diferentes”, contou Itana Barros, produtora do projeto.

A curiosidade pra ver a infraestrutura da feira, que fez com que o economista e dono da NC produções, Nilton Cardoso, se deslocasse da cidade baixa até a praça da Inglaterra. O produtor aprovou o evento. “Estou impressionado porque o evento não é grande, mas está com um aspecto grandioso”, disse.

Nilton diz ter hábitos antigos, o que faz com que ele mantenha a tradição de frequentar o comércio. Ele ressalta, entretanto, que poucas pessoa vem à região. “As pessoas preferem ir em shoppings, mas tem que haver uma ocupação do povo em todos os cantos da cidade. O comércio precisa ser revitalizado. O povo não frequenta o centro histórico, no máximo vai ao Pelourinho. Aqui também não tem o que ver normalmente”, disse.

Programação do festival neste domingo

  • Porto de Salvador

9h às 15h – Jogos de Tabuleiro ao ar livre
16h – Bailinho da Lore
18h – Orquestra Rumpilezz
20h30 – Baco Exu do Blues

  • Praça da Inglaterra

10h às 22h -Feira Criativa
12h – Magnata King Fyah
14h – Gabriele Victória
17h – Dedilundu

  • Feira de Artes na Primavera (Campo Grande)

10h30 – Beto Mel e banda
14h – Reizado de São Francisco do Conde
14h30 – Grupo de dança do ventre Gell Reys e as Guerreiras que Dançam
14h45 – Zumba (Aulão Impact Dance)
15h30 – Samba de Roda de Graça (Passagem dos Teixeiras)
16h30 – Desfile de Modas artesanal (as modelos serão as próprias artesãs)
17h30 – Jair Santos (voz e violão)

  • Avenida da França

9h às 15h – Skate Festival
9h às 15h – Exibição e apresentação de Kart
9h às 15h – Exposição de Carros / Arrancada de Empurra
9h às 16h – Circuito de Minibikes
10h às 15h – Encontro de automodelismo

  • Centro Histórico

Saídas 9h e 11h – TurisBike

  • Teatro Gregório de Mattos

18h – Espetáculo: “Em Família”

  • Espaço Cultural da Barroquinha

19h – Espetáculo: Pele Negra e Máscaras Brancas

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

Fonte: Correio