Provocado pelas estapafúrdias declarações de um gestor de cultura, chamando nossa atriz maior, Fernanda Montenegro, de sórdida e canalha, resolvi investigar o porque dos artistas incomodarem tanto uma certa parcela da população. Vamos lá:

1.    Porque vivem felizes – Esta é a campeã, pois ninguem perdoa a felicidade alheia. Ela pode ser confundida com falta de seriedade, mas retrata a alegria de quem trabalha com prazer naquilo que gosta. Sim, ninguém entra na vida artística se não for apaixonado por ela, ao contrario de outras profissões, que podem trazer grana e status. E ser artista dá muito trabalho, exige muito esforço e dedicação, suor da primeira a ultima gota.

2.    Porque são promíscuos – Como em qualquer outra profissão existem artistas promiscuos sim, como também aqueles que não são. A diferença é que eles vivem sob os holofotes e tudo ganha uma dimensão maior. Quem não conhece médicos que aprontam horrores, advogados que pintam e bordam, cientistas que não deixam passar nada, sem falar de padres pedofilos, um grande problema da igreja. Quem nunca aprontou atire a primeira pedra….

Foto: Mariana Maltoni/Reprodução/Instagram

3.    Porque falam as verdades, que ninguém quer ouvir – Aí mora o perigo, pânico e incomodo maior: artista tem a mídia na mão e não fica calado. Fala, denuncia, provoca, pertuba. Esta é a função maior da arte, questionar e levar perguntas ao publico, educar, transformar: perigo a vista!

4.    Porque são ladrões – Esta é a novidade: os artistas se locupletam com o dinheiro público, roubam de todas as formas. Vamos lá, que ator está sendo processado pela Lava Jato, que artista plastico está respondendo inquérito policial, que musico está com tornozeleira eletrônica, que cineasta está em prisão temporária, que fotografo foi condenado? Vamos tentar descobrir.

Outros motivos existem, mas encerro dizendo: vamos aplaudir e respeitar estes seres iluminados que transformam nossas vidas com suas musicas, suas imagens, seus personagens, suas palavras. Já imaginaram uma vida sem arte, e o Brasil sem Fernanda?

Uma tristeza só. A arte é como a religião, nos conecta com o sagrado, com a alegria, com nosso eu mais profundo, vamos aproveitar!

Para terminar quero lembrar que Fernandona foi a nossa única atriz a ser indicada a um Oscar e que Guerra Invisivel, nosso filme que foi escolhido para representar o Brasil na disputa deste ano é protagonizado por ela. Pois é…..

 * Diretor, gestor e comunicador 

Fonte: Correio