O Vitória escapou de acordar nesta quarta-feira (25) de volta à zona de rebaixamento da Série B. Nesta terça-feira (24), empatou em 0x0 com o Atlético-GO na Fonte Nova pela 24ª rodada da competição.

Assim, o Leão ficou na 16ª posição com 25 pontos, mesma pontuação do Vila Nova, 17º colocado e primeiro do Z4. Paraná e Ponte Preta ainda jogam na quarta-feira, às 19h15, mas não influencia essa posição.

Foi o terceiro resultado negativo seguido para o Vitória. Antes, havia perdido para o Guarani em casa por 1×0 e para o São Bento como visitante por 2×0, resultados que derrubaram Carlos Amadeu.

Foi a estreia do técnico Geninho, de volta ao clube após oito anos. Agora, o rubro-negro enfrenta no domingo (29), às 16h, o Bragantino, líder da Série B, fora de casa.

Empolgou
Geninho fez tudo o que a torcida pedia: Gedoz centralizado, Jordy titular e três atacantes. Ainda deu espaço para algumas surpresas, como o zagueiro Dedé, pela primeira vez em campo desde que foi contratado, em 15 de maio.

O resultado foi um primeiro tempo muito bom do Leão, com todas essas peças jogando bem. Aos seis, Jordy cruzou da direita, Anselmo Ramon tentou de letra e errou.

Aos 11, Gedoz chutou cruzado da esquerda e Caicedo não alcançou na segunda trave. O camisa 10 foi a peça mais perigosa do rubro-negro. Aos 16, cobrou falta no canto direito e Kozlinski pegou.

O goleiro do Atlético foi o destaque da etapa inicial. Aos 33, Gedoz cobrou outra falta no canto, agora o esquerdo, e o camisa 1 pegou.

Para um início melhor, só se o Vitória tivesse feito duas coisas: errado menos na saída de bola e, afinal, um gol. Aos 44, Cândido errou um passe e Mike encaixou o contra-ataque. Ele driblou Dedé e chutou para fora.

E aos 45, o Leão teve a melhor chance. Gedoz tabelou com Anselmo Ramon na entrada da área e arriscou. Kozlinski, pegou mais uma.

Mas não vingou
Toda a empolgação que contagiou o torcedor rubro-negro ao final da etapa inicial não vingou. O Leão não voltou do intervalo com a mesma facilidade para criar chances de gol. Pelo contrário, caiu na marcação do Atlético-GO.

O jogo ficou absolutamente sem graça, pois o Dragão só criava quando o rubro-negro errava. Aos 15, Jorginho recebe na direita, nas costas de Matheus Rocha. Ele cruzou e Rodrigo chutou em cima do goleiro rubro-negro.

Aos 26, Matheus Rocha errou passe na saída de bola e Reginaldo arriscou por cima do gol. Aos 28, novo erro de passe. Mike disparou pela direita e chutou fraco, em cima de Martín Rodríguez.

Boa parte dos problemas do Leão em criar chances ocorreu pela queda de rendimento de Gedoz na etapa final. O camisa 10 só apareceu em duas cobranças de falta, mas sem a mesma eficiência de antes.

O Vitória escapou, de fato, aos 40. Foi quando Rodrigo Rodrigues desviou escanteio de cabeça já com o goleiro batido e Capa salvou em cima da linha. Ou seja: um resultado bom para o Vitória no final das contas.

Fonte: Correio