Horas depois de Cuca deixar o comando do São Paulo, outro técnico caiu: Rogério Ceni. Sem clima com os jogadores e a diretoria, o treinador não resistiu e foi demitido do Cruzeiro após uma reunião na tarde desta quinta-feira (26), em Belo Horizonte, com o vice-presidente de futebol, Itair Machado. A equipe está na porta do Z4, na 16ª colocação, com 19 pontos.

Rogério Ceni estava na Raposa desde o dia 11 de agosto. Fez oito jogos à frente do clube: sete pelo Brasileirão, com 2 vitórias (Santos e Vasco), 2 empates (CSA e Ceará) e 3 derrotas (Grêmio, Palmeiras e Flamengo), e um pela Copa do Brasil, com revés para o Internacional.

O técnico tinha contrato com o time até o fim de 2020 e, além dele, deixam o Cruzeiro os auxiliares Danilo Augusto da Silva, Charles Herbert e Nelson Simões Júnior.

O estopim para a saída de Ceni aconteceu após o empate da Raposa com o Ceará em 0x0, na última quarta-feira (25), no Castelão. Ao fim da entrevista coletiva, ele se reuniu com os atletas no vestiário. Dedé pediu para falar e descordou da escalação para o jogo, que não tinha Thiago Neves entre os titulares. O treinador não gostou, deixou o vestiário e saiu do estádio antes da delegação cruzeirense.

Ainda na noite de quarta, segundo a TV Verdes Mares, afiliada da TV Globo em Fortaleza, Ceni conversou com Itair Machado. O dirigente sugeriu que o técnico pedisse demissão, ação que foi negada por ele.

Antes mesmo da delegação do time chegar a Belo Horizonte, onde teve a reunião que decidiu pela saída de Ceni, o Cruzeiro já pensava em outros comandantes.

Favorito ao posto, Dorival Júnior – que está sem clube desde o fim do ano passado, quando deixou o Flamengo – recebeu uma ligação do diretor de futebol Marcelo Djian, de acordo com o Globoesporte.com. Porém o treinador tem uma cirurgia marcada e descartou assumir trabalhos neste momento.

Outro nome sugerido dentro do Cruzeiro é Adilson Batista, segundo o Fox Sports. O ex-zagueiro foi jogador do Cruzeiro entre 1989 e 1993 e treinou o time na campanha do vice-campeonato na Libertadores de 2009.

Fonte: Correio