Criada e produzida por Steven Knight, e inspirada na verdadeira e homônima gangue que existiu entre 1890 e a década de 1930, a cultuada série inglesa Peaky Blinders, da BBC, estreia a sua quinta e muito esperada temporada na Netflix, nesta sexta-feira (4).

Thomas Shelby (o ótimo ator irlandês Cillian Murphy) à frente da sua poderosa e violenta família em Peaky Blinders, cultura série inglesa (Foto/Divulgação)

Com a temporada anterior premiada com o BAFTA (British Academy of Film and Television Arts) de melhor série dramática, a quinta tem seis episódios (que já assistimos) ambientados durante a Crise de 1929, quando o crash da Bolsa de Nova York deu início à Grande Depressão.

Os negócios escusos da família Shelby são afetados, incluindo a perda total dos investimentos nos EUA. Agora eleito parlamentar, Thomas Shelby (Cillian Murphy em brilhante atuação) também tem que enfrentar Oswald Mosley (Sam Claflin), o novo político na liderança do Partido Fascista da União Britânica.

As guitarras do Arctic Monkeys, PJ Harvey ou Radiohead combinam com os bad boys de sangue cigano. A canção Red Right Hand (1994), do igualmente transgressor Nick Cave, é o tema da série.

E, mais do que nunca, Thomas enfrenta os demônios pessoais e psicológicos que o acompanham desde a primeira temporada, problemas que também se agravam no seu violentíssimo irmão Arthur Shelby (Paul Anderson).

Rock’n’roll – De copo de whisky na mão e cigarro na boca, Thomas Shelby esconde uma luta permanente entre quem é, quem gostaria de ser e quem precisa ser, sem escapar a uma história de amor que rasga um coração sempre partido.

Nesta temporada as personagens femininas, lideradas pela destemida tia Polly (a única figura familiar presente na mafiosa gangue) , avançam como exemplos de emancipação.

No ambiente violento e lúbrico da cidade de Birmingham dos anos 1920 continuam não faltando sexo, drogas e rock’n’roll. Afinal, assim como o estiloso figurino dos personagens, a excelente triha sonora é outro elemento de destaque da série.

As guitarras do Arctic Monkeys, PJ Harvey ou Radiohead combinam com os bad boys de sangue cigano. A canção Red Right Hand (1994), do igualmente transgressor Nick Cave, é o tema da série.

Aliás, o genial David Bowie (1947-2016) era fã de  Peaky Blinders e fez questão que a sua música Lazarus fosse incluída na terceira temporada. É impossível mesmo resistir a Thomas Shelby & Cia.

Veja o trailer da nova temporada de Peaky Blinders

***

TENHA MEDO DE MARIANNE, MUITO MEDO

SERIE

Melhor produção original de terror da Netflix desde A Maldição da Residência Hill (2018), Marianne é uma série francesa que conta a história de Emma (Victorie Du Bois/foto), uma escritora famosa que, ao regressar à pequena, sombria e marítima cidade de Elden, descobre que seus sonhos e personagens sobrenaturais são, na verdade, reais. Sobretudo Marianne, uma secular e terrível bruxa. Com oito episódios e bem dirigida, a série de Samuel Bodin provoca arrepios e prende a atenção, mesmo que tenha alguns probleminhas na trama.

Assista o trailer de Marianne

***

2 ARTISTAS E ÁLBUNS QUE VOCÊ PRECISA OUVIR

1. TIAGO NACARATO – Lugar Comum  Revelação do The Voice Portugal em 2017, quando interpretou Onde Anda Você (Vinicius de Moraes e Toquinho), e agora a lotar shows no Brasil, o cantor pop Tiago Nacarato, 29 anos, brilha no seu 1º e eletroacústico álbum: Lugar Comum. Filho de brasileiros, ele passeia bem por suas influências binacionais em canções como Distraído, Xiquinha, Só Me Apetece Dançar (feat. Ana Bacalhau), Sol de Inverno (feat. Paulinho Moska), Tempo (feat. Salvador Sobral) e na ótima Sideral (com percussão afro-brasileira).

cantor

Veja Tiago no videoclipe de Sol de Inverno (feat. Paulinho Moska)

2. JALOO –  ft (pt. 1) – Quatro anos depois do seu 1º álbum, o cantor e produtor paraense Jaloo, 32, aparece bem acompanhado no bom ‘feat (pt. 1)’, que tem colaborações com Gaby Amarantos (a ótima Q.S.A.), Céu & Diogo Strauzs (Sem V.O.C.E.), MC Tha (Céu Azul), Lucas Santtana (Cira, Regina e Nana), Nave (Dói +), Karol Conká & Pedrowl (Dom) e Dona Onete & Manoel Cordeiro (Eu Te Amo), entre outros feats. Com personalidade, Jaloo faz um som electropop dançante, romântico e universal ao mesclar regionalismo e experimentações eletrônicas.

cantor

Veja o videoclipe de Céu Azul (feat. MC Tha)

***

filme

O CORINGA CHEGOU – Leão de Ouro no Festival de Veneza 2019 e com Joaquin Phoenix arrasando no papel do famoso vilão de Batman, o filme dirigido por Todd Phillips (Nasce Uma Estrela) estreia quinta-feira (3) nos cinemas. Imperdível.

Veja o trailer do filme

Fonte: Correio