Um adolescente de 12 anos confessou ter matado Raíssa Eloá Capareli Dadona, 9 anos, no Parque Anhanguera, na região de Perus (zona norte da capital paulista), segundo a polícia (entenda o caso aqui).

A garota foi encontrada morta, amarrada pelo pescoço a uma árvore na tarde de domingo (29), uma hora após desaparecer de uma festa no CEU (Centro de Educação Unificada) Anhanguera.

Segundo a polícia, o garoto confessou que matou Raíssa após ser confrontado com imagens de câmeras de segurança que mostram ele andando de mãos dadas com a menina pela estrada de Perus pouco antes do crime. 

Na noite desta segunda (30), policiais pediram que o garoto apontasse nas imagens a outra pessoa que estaria na cena do crime, mas ele acabou confessando que matou Raíssa sozinho. 

Após o depoimento, a polícia pediu a internação provisória do garoto para a Vara da Infância e Juventude do Brás; a promotoria se manifestou também favorável ao pedido de apreensão. E a Justiça da Infância e Juventude expediu um mandado de busca e apreensão na madrugada desta terça-feira (1º), determinando a internação provisória dele.

Agora a polícia prosseguirá com a investigação para esclarecer se há outros envolvidos no crime. O garoto passará por uma audiência na Vara da Infância e Juventude na tarde desta terça. 

Fonte: Agencia Brasil