O torcedor do Bahia mais supersticioso com certeza vai concordar: hoje não era o dia do Bahia. A derrota tricolor na Fonte Nova por 2×1, para o Athletico-PR, na noite deste sábado (5), deixou um gosto amargo para o Esquadrão, que não conseguiu se consolidar no G6 do Brasileirão.

 Na saída de campo, o coro de lamentação entre os jogadores foi unânime. Mesmo reconhecendo a boa partida do rival, os atletas lamentaram as chances perdidas. Foram pelo menos três bolas na trave, duas delas com o atacante Gilberto. 

“É até difícil explicar. A nossa equipe merecia um resultado melhor, tivemos a chance de fazer o gol, mas não era o nosso dia. Que contra o São Paulo a gente possa conquistar os três pontos”, explicou o atacante Élber. O volante Flávio reforçou o coro: 

 “A gente fica triste, não era o resultado que a gente queria. A sorte não esteve do nosso lado, três bolas na trave. Mas futebol é competência, eles foram competentes e tem que enaltecer o jogo que o Athletico fez”, analisou. Gregore foi outro que viu o resultado de ângulo parecido. Ele aproveitou ainda para parabenizar a equipe que, mesmo com a derrota, deixou a Fonte Nova sob aplausos. 

“A gente nunca quer perder, mas da mesma forma que conquistamos três pontos fora, também corre o risco de perder em casa. A gente não quer, mas pode acontecer. Temos que parabenizar o jogo da equipe hoje. Taticamente fizemos uma boa partida, mas infelizmente sofremos a derrota”, disse.

O Bahia volta aos gramados na próxima quarta-feira (9), quando recebe o São Paulo, às 21h, na Fonte Nova. A partida vai ser um confronto direto, já que o time paulista é o quinto colocado, com 39 pontos. 

Fonte: Correio