Os dois homens que participaram de um ato de vandalismo contra a agência da Caixa Econômica que funciona no Caminho de Areia, na Cidade Baixa, em Salvador, foram flagrados por câmeras de segurança. A ação aconteceu nesta quarta-feira (9). Outras duas agências bancárias foram vandalizadas na cidade nas últimas 24h.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o vídeo mostra claramente as características dos dois homens que chegam em uma moto, atiram contra a instituição financeira, e vão embora. Antes de fugir, eles recolhem os estojos das balas que caíram no chão durante os disparos. Os dois serão indiciados e vão responder criminalmente.  

Nas imagens é possível ver quando eles estacionam a motocicleta ao lado da agência. O carona desce, saca a arma e caminha até a frente do estabelecimento. O outro desce, em seguida, e faz o mesmo. Nesse momento teriam ocorridos os disparos. Depois, um deles agacha e recolhendo objetos do chão. A dupla volta para a moto e foge.

Em nota, a diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), delegada Fernanda Porfírio, que preside o inquérito, afirmou que os dois homens foram identificados. “Já temos informações sobre a autoria e nossas suspeitas estavam corretas. Estamos tomando todas as providências de polícia judiciária para indiciar a dupla”, disse.

Os ataques aconteceram depois que um grupo de policiais da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) anunciou greve na tarde desta terça-feira (8). A polícia suspeita que possa haver ligação entre os vândalos e os grevistas.

O secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, determinou rigor na investigação dos casos de vandalismo, como o que aconteceu na Cidade Baixa. “Que os responsáveis tenham consciência dos seus atos e das consequências deles, como nós temos de que nenhum deles sairá impune”, afirmou.

Agência do Bardesco da Av. Barros Reis também foi atacada (Foto: Eduardo Dias/ CORREIO)

Nesta quarta, a agência do Santander que fica na Calçada também foi metralhada. A estrutura de vidro da porta de entrada ficou estilhaçada, mas os caixas eletrônicos não foram danificados.

O mesmo ocorreu em uma unidade do Bradesco que fica na Avenida Barros Reis. Bandidos usaram pedras para destruir a fachada de vidro da agência, mas nenhum valor foi roubado. A polícia investiga se essas ações foram coordenadas pelo mesmo grupo de criminosos.

Fonte: Correio