Waldir Pollack é um senhor com quase 70 anos, cabelos brancos e muita disposição para trabalhar. Quando os rejeitos decorrentes do rompimento da barragem de Fundão chegaram à propriedade dele, na zona rural de Paracatu de Baixo, distrito de Mariana, muita coisa se perdeu.

“Aqui eu tenho, pelo menos, 40 variedades de verduras, legumes e hortaliças. A horta foi atingida indiretamente. Fiquei sem acesso e sem trabalhadores. Tudo o que eu tinha plantado aqui eu perdi”, conta.

Parte da propriedade foi reconstruída e, para voltar a produzir, ele contou com o apoio da Fundação Renova, criada para reparar e compensar os danos do desastre, por meio de ações de reparação integrada de propriedades rurais.


Quando a barragem de Fundão se rompeu, em novembro de 2015, o produtor ficou sem acesso à horta, em Paracatu de Baixo, distrito de Mariana.
Foto: Diego Luís

“Esse trabalho vem sendo desenvolvido nas propriedades rurais atingidas pelos rejeitos da barragem de Fundão… São 235 propriedades”, explica Gabriel Kruschewsky, especialista de Programa Socioambiental da Fundação Renova.

Os técnicos visitam as propriedades, fazem um diagnóstico e avaliam as necessidades de suporte e assistência técnica

Seu Waldir recebeu a equipe de braços abertos e sempre seguiu ‘‘à risca’’ o planejamento elaborado. O resultado: uma horta bonita com alimentos frescos e saudáveis. Por causa de um câncer contraído pela esposa, muitas décadas atrás, o agricultor decidiu produzir sem agrotóxico.

“Esse processo está me ajudando nessa retomada”, conta o agricultor.


O produtor rural Waldir Pollack voltou a produzir após assistência técnica recebida pela Fundação Renova.

Foto: Diego Luís

Os produtores rurais estão reaprendendo a produzir de maneira sustentável – no melhor sentido da palavra

Seu Waldir vende tudo o que produz na feira, em Mariana, toda quinta-feira. O carro sai ‘‘abarrotado’’ da propriedade e volta vazio. A freguesia agradece o cuidado. O produtor agradece a parceria.

Leia o especial Capítulos do Rio Doce completo clicando aqui

Fonte: Agencia Brasil