A primeira missa no mundo realizada em homenagem a Irmã  Dulce, na segunda-feira (14), será iniciada com a entrada da imagem da santa Dulce dos Pobres e também de suas relíquias (restos mortais). Na manhã desta sexta-feira (11), dom Murilo Krieger, arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, e a superintendentente das Obras Sociais Irmã Dulce, Maria Rita Lopes Pontes, visitaram a igreja de Sant’Andrea Della Valle, onde acontecerá a cerimônia. 

O CORREIO teve acesso a informações exclusivas de como acontecerá a cerimônia. Haverá a participação da cantora Margareth Menezes e do padre Antônio Maria. Além disso, 60 freiras da congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus , a qual Irmã Dulce integrava, cantarão durante a missa. Elas estão vindo na China, Estados Unidos e Alemanha. 

O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, participará da missa que acontecerá na igreja, que é a sede mundial da Ordem Religiosa dos Trentinos. 

A missa começará às 10h no horário da Itália (5h no Brasil). Em estilo barroco e renascentista, a Igreja é datada de 1650.

“É um momento de gratidão. Esperamos que a partir desse momento possamos fazer mais e melhor pelos necessitados. Desejamos que o bem se multiplique pelo mundo”, afirmou Maria Rita. 

Dom Murilo, que celebrará a missa, destaca que esse momento é de extrema importância para a história da Igreja. “Me alegro em saber que Irmã Dulce é uma santa com características especiais que deixou princípios do bem para todos”, afirmou o arcebispo.

(Foto: Jorge Gauthier/CORREIO)

Fonte: Correio