Jordy desencantou. Os dois gols do atacante do Vitória no triunfo rubro-negro por 3×1, de virada, contra o Cuiabá levaram o equatoriano a cinco gols com a camisa do Leão na Série B. Com isso, se igualou a Anselmo Ramon no topo da artilharia do time em 2019.

Na Arena Pantanal, Jordy chegou ao 13º jogo pelo Vitória, igualando a marca alcançada no El Nacional, time que defendia antes de desembarcar em Salvador. Caicedo deixou o Campeonato Equatoriano com sete gols, contudo, teve muito mais tempo em campo na sua terra natal: se no Leão ele acumula 807 minutos jogados, no time de Quito foram 1138 minutos dentro de campo. É como se Jordy tivesse disputado 3,6 partidas a mais do que no Vitória.

Dissecando os números dessa forma, não é exagero dizer que o atacante manteve a média de gols marcados e vem se adaptando bem ao futebol brasileiro.

“Jordy tem duas características importantes. Ele é um jogador de muita presença dentro da área, perto do gol (…) E quando ele tem esse espaço para puxar o contra-ataque”, elogiou Geninho, referindo-se também à velocidade do atleta.

Apesar do pouco tempo, Jordy já enfrentou suas dificuldades em Salvador. O atacante chegou a ficar no banco de reservas com Carlos Amadeu, que o escalou como ponta direita.

Com Geninho, o banco continuou até a suspensão de Anselmo Ramon, após o empate com o Sport. Desde então, jogando de centroavante, foram dois jogos e quatro gols marcados (o outro gol pelo clube foi contra o Paraná, na 15ª rodada). Faro fundamental para o Vitória sair da zona de rebaixamento, agora em 15º lugar.

“O Jordy tem dificuldade em fazer uma parede, em fazer uma tabela. Mas ele compensa isso com outras qualidades. Bom que ele está fazendo os gols. A gente vai procurar trabalhar esses fundamentos para que ele melhore, ter uma bola, encostar com o companheiro, fazer um-dois. Isso tudo ele pode melhorar. Se ele acoplar isso às qualidades que ele tem, ganha ele e ganha o Vitória”, avaliou o comandante.

A boa fase não poderia deixar de render uma consequência: o carinho da torcida pelo equatoriano, que já virou xodó. Entre figurinhas, memes e declarações, o que mais se destacou foi o apelido dado a Jordy: “La Pantera”, em referência ao filme Pantera Negra, da Marvel. 

O herói do momento e os demais atletas do elenco já estão em Santa Catarina, onde enfrentarão o Criciúma na terça-feira (15), às 19h15.

*Com supervisão do editor Herbem Gramacho.

Fonte: Correio