O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) informou terça-feira (5) que fragmentos de óleo chegaram a Mucuri, Extremo Sul baiano, município que faz limite com o estado do Espírito Santo.

Segundo informações da Defesa Civil da cidade, as manchas de óleo estão sendo recolhidos na praia de Costa do Atlântico, que fica ao lado da cidade baiana de Nova Viçosa, também atingida pelo óleo.

Com o registro de fragmentos em Mucuri, sobe para 31 o número de cidades atingidas pelo óleo na Bahia, além do Parque Nacional Marítimo de Abrolhos, que está com visitação suspensa até o 14 de novembro por conta da substância. Nesta quarta-feira (6), inclusive, as manchas de óleo voltaram a aparecer na região.

Equipes da Defesa Civil e da Secretaria de Meio Ambiente, além de voluntários monitoram a região. Nesta quarta-feira (6), não houve registro de óleo no município.

De acordo com o Ibama, estão sendo realizadas vistorias nos estuários dos principais rios do litoral para verificar a possibilidade de instalar barreiras de contenção.

Além de Mucuri, as cidades afetadas são Nova Viçosa, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Conde, Jandaíra, Mata de São João, Lauro de Freitas, Camaçari, Ilhéus, Prado, Caravelas, Porto Seguro, Camamu, Belmonte, Valença, Nilo Peçanha, Jaguaripe, Alcobaça, Una, Ituberá, Uruçuca, Esplanada, Canavieiras, Igrapiúna, Itacaré, Cairu, Maraú, Itaparica, Vera Cruz e Entre Rios.

As manchas de óleo começaram a chegar na Bahia em 3 de outubro, quase um mês após o início do problema no país. O Governo do Estado decretou situação de emergência, que engloba, até então, 21 municípios.

Fonte: Correio