Há jogos em que o resultado positivo traz mais alívio do que alegria. Não foi esse o caso do que aconteceu nesta terça-feira (5), quando o Vitória goleou o Brasil de Pelotas por 3×0 dentro do Barradão. O rubro-negro dominou praticamente toda a partida, ofereceu poucas chances ao adversário e aproveitou boa parte dos lances que criou.

A forma como os gols saíram falam muito sobre a entrega que o Vitória deixou em seu gramado. Centroavante, Anselmo Ramon deu uma de garçom e fez um lindo cruzamento para Lucas Cândido abrir o placar. O segundo gol veio em um lance de bola parada, algo que é treinado à exaustão, segundo o técnico Geninho. O terceiro gol também teve o dedo do treinador: Eron, surpresa entre os titulares, fez a pressão na defesa gaúcha e tocou bonito para transformar a vitória em goleada.

Todos esses fatores alegraram o comandante rubro-negro, que chegou à sala de imprensa do Barradão com um discurso completamente oposto daquele de desagrado visto após o empate em 2×2 contra o Figueirense. Se o último jogo foi classificado como o pior do Vitória desde que chegou, agora, orgulhoso, ele não mediu as palavras para afirmar: foi o grande jogo do rubro-negro em sua gestão.

“Partida completamente diferente da passada. Conversamos muito, mostramos vídeos dos erros do último jogo. Fico muito, muito, muito feliz com isso. Diferente do jogo passado, fizemos uma partida muito boa. O grupo assimilou”, disse Geninho.

O treinador apontou que o Vitória conseguiu criar mais porque o meio-campo do time se aproximou do ataque. “Jogou e marcou”, em suas palavras. Contra o Brasil de Pelotas, o setor foi composto por Lucas Cândido, Rodrigo Andrade e Léo Gomes.

“Poderíamos ter feito até mais. Criamos duas ou três oportunidades. Sofremos pouco. O adversário chegou pouco na minha área. Foi um jogo diferente, de muita personalidade, quem teve a oportunidade entrou muito bem. É sinal que tá todo o grupo focado nessa reta final e demos um passo muito importante para atingir o objetivo”, pontuou.

Com 40 pontos, o Vitória está na 13ª colocação na Série B. A distância para a zona de rebaixamento é de seis pontos – dois a mais do que o cenário apresentado antes do início da rodada. O próximo jogo do Vitória é na próxima sexta-feira (8), contra o Paraná, fora de casa.

Fonte: Correio