O brasileiro Patrick Teixeira conquistou o cinturão interino dos médios ligeiros, versão Organização Mundial de Boxe (OMB), ao vencer, sábado (30), em Las Vegas, nos Estados Unidos, o dominicano Carlos Adames por pontos, após 12 assaltos. Os três jurados deram a vitória por unanimidade para o brasileiro: um apontou 116 a 111 e outros deram 114 a 113.

Patrick deverá ser anunciado como campeão da categoria nesta semana durante convenção da OMB, em Tóquio, no Japão, pois o mexicano Jaime Munguia, atual campeão mundial, vai abdicar do cinturão para subir à categoria dos médios.

O brasileiro soma agora 31 vitórias (22 nocautes) e apenas uma derrota. Adames perdeu pela primeira vez, após 18 vitórias (14 nocautes). Na luta, Patrick teve vários machucados e o sangramento no supercílio esquerdo. Ele recebeu 19 pontos nos três grandes ferimentos que sofreu no rosto. Mas o sorriso pela conquista do cinturão fez o boxeador esquecer as dores.

“Senti que precisava vencer os últimos rounds. Foi uma luta muito equilibrada. Todos os pontos foram cruciais e ganhei o round final para vencer a luta. Foi difícil, pois sofri com os cortes, mas consegui superar isso por causa da minha experiência Foi um pouco mais difícil, mas meu córner fez um excelente trabalho nos cortes”, disse Patrick. “Estou muito feliz por levar este título mundial para o Brasil. Eu quero aumentar a audiência do boxe no Brasil. O futebol é o nosso maior esporte, e este é um ótimo momento para o boxe no meu país”.

Patrick começou a luta como se esperava, utilizando o longo jab. Com isso, conseguiu manter Adames à distância. Mas no terceiro assalto, o dominicano conseguiu levar a luta para o “in fight” e castigou o lutador de Santa Catarina, que começou a sangrar no supercílio esquerdo. O domínio do adversário prevaleceu também no quarto assalto.

Sem jogo de pernas e aceitando a troca de golpes, Patrick passou a explorar a linha de cintura de Adames, que acusou os golpes. No sexto assalto, o lutador da República Dominicana foi mais intenso nos socos. O sétimo round foi sensacional. Adames estava melhor na luta, mas Patrick acertou pelo menos dois cruzados curtos, que levaram o rival para a lona. Ele levantou cambaleando, mas o gongo soou.

No oitavo round, Adames retornou melhor na troca de golpes. Patrick, demonstrando ótimo preparo físico, voltou a se movimentar bastante e usar o jab. No décimo, o brasileiro reclamou de golpe baixo e chamou o dominicano para a briga. O penúltimo foi de Patrick, ao acertar os golpes. Demonstrando confiança, o brasileiro passou a festejar a vitória e chegou a encurralar Adames nas cordas.

Fonte: Correio