Faz dez meses que o comerciante Rodrigo Carlos Ribeiro, 56 anos, se organiza semanalmente para receber mercadorias na mercearia de sua propriedade no bairro de São Cristóvão, em Salvador. É o tempo de duração das obras que revitalizaram o principal aceso à localidade que, comenta, tem histórico de transtornos para pedestres e motoristas.

“Muitas vezes precisava ficar [com o mercado] aberto até de noite, porque de dia era inviável receber os produtos”, lembra ele, que comemora a entrega da Nova Avenida São Cristóvão, nesta segunda-feira (2), pelo prefeito ACM Neto. Os acessos, que estavam bloqueados, também foram liberados e devem normalizar o acesso de moradores.

Foto: Betto Jr/CORREIO

“Para nós,  sem dúvida nenhuma, algo que vem para o bem. Quem mora ou anda por aqui estava evitando muitas coisas para não passar raiva, porque sempre foi uma rua esburacada”, afirma ele, ao projetar dias melhores. 

Segundo o prefeito de Salvador, R$ 12,2 milhões foram investidos no quilômetro de extensão da avenida e mais 650 metros da 1ª Travessa 3 de Maio, um dos principais acessos para o aeroporto e Litoral Norte. 

A via passou por obras de drenagem, explica Neto, com o intuito de solucionar em definitivo os transtornos causados pelos alagamentos dos períodos chuvosos.

“Um dos principais acessos ao aeroporto e que sofria com a questão da drenagem nos dias de chuva, quando sempre alagava. Muitos buracos, ondulações que agora dão lugar a uma via segura e com uma série de intervenções”, diz, ao destacar que a obra foi entregue com dois meses de antecedência.

Fim do sufoco
Para a dona de casa Gabriela Souza, 38, o fim de uma rotina de perigo. Com os bloqueios improvisados, em alguns trechos, segundo ela, pedestres e motoristas disputavam espaço. 

“Morria de medo, porque meu filho vai e volta sozinho da escola. Então nós teremos mais paz e qualidade de vida a partir de agora. É torcer para que tudo se normalize. O sufoco era grande”, acrescenta Gabriela, que comemora a nova ciclovia.

A etapa é um complemento de um trecho que foi entregue em julho de 2018. A via ganhou iluminação em LED, piso intertravado e instalação de granito no meio-fio, além de ciclovia no canteiro central.

Secretário de Obras Públicas, o vice-prefeito Bruno Reis deu destaque para a intervenção de microdrenagen realizada na região. Já testada e aprovada, afirma. 

“Depois de 40 anos, a principal via de São Cristóvão não alagou com as chuvas que aconteceram na semana passada. É uma obra que vai mudar a vida das pessoas que moram e frequentam o bairro”.

Ainda segundo ele as intervenções foram custeadas com dinheiro próprio da gestão municipal. “Sabemos que as obras casaram grandes transtornos a todos, mas foi necessário. O que vemos aqui é resultado de muito trabalho”, complementa ele, que, junto com o prefeito ACM Neto, caminhou pelo trecho requalificado.

Fonte: Correio