São 600 apresentações vistas por mais de 400 mil pessoas nos últimos 10 anos. Trazendo na bagagem este sucesso, A Noviça Mais Rebelde desembarcou em Salvador para abrir sua temporada comemorativa. A comédia musical estreia nesta quinta (9), às 20h, no Teatro Sesc Casa do Comércio, e fica em cartaz até 13 de fevereiro na capital baiana, sempre nas quintas.  

O espetáculo celebra também os 25 anos do encontro entre a personagem Irmã Maria José com o ator Wilson de Santos, que protagoniza o monólogo. “Ela foi extraída do musical americano Nunsense (Noviças Rebeldes), que a gente da Companhia Baiana de Patifaria adaptou em 1995, com direção de Wolf Maya”, disse Wilson de Santos. Na adaptação baiana, a Irmã Maria José é renegada pela madre superiora. “Isso fazia com que ela roubasse a cena e conquistasse o público. A plateia torcia pra ela”.   

Foi a partir desse encanto do público que Wilson foi para Nova York e levou para o autor de Nunsense, Dan Goggin, a ideia de fazer o monólogo. “A gente já tinha parado com as Noviças Rebeldes e eu percebi que a Irmã Maria José sozinha dava um espetáculo solo. Ela é de fato a noviça mais rebelde”, garante Wilson.  

Até cena de strip-tease será feita pela freira nada convencional (Foto: João Caldas/Divulgação)

No monólogo, a freira interage com o público enquanto aguarda a chegada da madre superiora para supervisionar sua apresentação. “Ela recebe as pessoas na porta do teatro e aproveita o tempo que a madre não chega para extrapolar, botar tudo pra fora. Aí tem muita interação com a plateia, tem bingo, comentários sobre a vida no Brasil e o que está na boca do povo”, diz.  

A freira realiza imitações de famosos, como Ludmilla, Anitta e Pabllo Vittar, além de contar histórias do seu passado picante para interagir com o público. Em meio às apresentações, ela ainda encontra espaço para falar sobre sua vida, alternando poesia e humor ao narrar a transformação de uma “garota nada santa” em uma freira católica. 

Confira algumas cenas da peça: 

Caminho inverso 

“A Maria José foi um presente para mim. Com as Noviças Rebeldes, fomos atuar até em Nova York”, relembra Wilson, considerando a personagem como o segundo divisor de águas na sua carreira. O primeiro foi a entrada na Companhia Baiana de Patifaria. Na época, em 1992, A Bofetada estava em cartaz em São Paulo quanto um ator saiu e Wilson foi convidado para assumir o posto. “Eu fiz o caminho inverso. Enquanto muitos vinham para São Paulo ou Rio para tentar fazer sucesso, eu saí de lá para ir à Salvador trilhar meu caminho. E valeu muito! Eu sempre digo que sou da Companhia”. 

A Noviça Mais Rebelde estreou em 2009, em Campinas (SP). A peça tem direção de Marcelo Médici e entra em cartaz pela quarta vez em Salvador. A última foi em 2013. No ano passado, o musical estava em cartaz em São Paulo, pra onde volta após a curta temporada de Verão na Bahia. “Eu fiz questão de passar o Natal e o Réveillon aqui para afinar o sotaque baiano e me situar das notícias locais. Tudo isso eu uso na apresentação”, explica.  

Serviço:
O quê:
 A Noviça Mais Rebelde com Wilson de Santos
Onde: Teatro Sesc Casa do Comércio (Av. Tancredo Neves, 1109, Caminho das Árvores)
Quando: Nesta quinta (9) até 13 de fevereiro, sempre às quintas-feiras, às 20h
Ingressos: R$ 50 (inteira) | R$ 25 (meia). Vendas na bilheteria do local (terça a domingo, das 13h às 20h30) e através do portal Ingresso Rápido, no link

*Com orientação do editor Roberto Midlej

Fonte: Correio