A atriz Nanda Costa vive um casamento com a percussionista Lan Lanh repleto de romantismo e declarações postadas nas redes sociais. Mas nem sempre a atriz se sentiu à vontade dessa maneira. Ela contou que nos primeiros cinco anos de relacionamento tinha medo de se expor por conta do preconceito.

“Estou num momento mais livre, mais madura, mais eu, mais coerente com a pessoa que eu sou de verdade. Eu e Lan sempre vivemos todas as fases muito bem, mas demoramos cinco anos para tornar isso público porque a gente não queria interferência por conta do país que a gente vive: por preconceito, por medo, por vários motivos”, contou a atriz em entrevista à colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

A gente viveu esse amor só entre a gente, a família e os mais próximos por um tempo. Quando a gente decidiu casar, morar junto, não fazia mais sentido esconder isso. O que tem na rede social é tudo de verdade. Eu e Lan Lanh não somos um casal fake em nenhuma instância“, diz.

Na entrevista, Nanda diz que vive boa fase também no trabalho. Ela interpreta a cabeleireira Érica em “Amor de Mãe”, uma das filhas de Lourdes (Regina Casé). As duas têm vários pontos em comum, garante.

“Eu tenho o amor pela família, os valores… Somos simples na essência. A Érica se dá superbem com as pessoas. Para ela não tem diferença se a alguém está limpando o chão ou usando a joia mais cara do mundo. Pra ela, isso é indiferente. O valor está em outro lugar. Eu também. Cada vez mais volto para as minhas raízes, para o lugar de onde eu vim”, explica.

Também como a personagem, Nanda só conhece o “amor de mãe” no papel de filha. Ela diz que embora não descarte a possibilidade de engravidar no futuro, não é algo para agora – e já tomou providências para garantir que poderá realizar esse sonho.

“Pretendo, sim, aumentar a família e ser mãe. Viver o outro lado da história. Esse desejo sempre me pertenceu. Não tenho uma data, um prazo. Congelei meus óvulos. Foi uma decisão tomada com muita consciência. Então, sim, uma gravidez está nos meus planos”, revelou.

Fonte: Correio