Até agora, quem buscava entrar na Universidade Federal da Bahia (Ufba) através das Vagas Residuais precisava se matricular no sistema, pagar uma taxa e realizar uma prova. Entretanto, já a partir da próxima seleção que será realizada em 2020.2, toda essa burocracia será deixada de lado e os postulantes usarão apenas a sua nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em qualquer uma das 10 edições realizadas anteriormente ao ano em que está realizando a seleção.

Para isso, dentro do site da Ufba será realizada uma espécie de “Sisu”, sistema que é utilizado para o ingresso na universidade através do vestibular. O número de vagas irá aparecer ao postulante, que poderá, através da nota do ENEM, se candidatar a cada uma delas. Não haverá nenhum sistema de cotas.

As Vagas Residuais acontecerão em três etapas. A primeira será a transferência interna (TI) entre quaisquer cursos de graduação no processo de seleção para ingresso na Ufba e de reintegração no curso (RC). Para esta fase, haverá uma nota mínima que será equivalente a pontuação do último colocado que entrou em cada curso na última chamada da seleção do vestibular.

A segunda etapa será destinada aos egressos dos Bacharelados Interdisciplinares (BI) da Ufbaque não tenham logrado êxito na transição BI-CPL imediatamente, anterior à seleção das vagas residuais. Já a última fase será para todas as categorias, incluindo transferência externa e portadores de diploma.

Não serão cobradas taxas de inscrição para qualquer uma dos postulantes. De acordo com o pró-reitor de Graduação, Penildon Silva, a intenção com a mudança é diminuir a burocracia e democratizar o acesso à universidade.

“Outras universidades já utilizam a nota do ENEM para as vagas residuais. A praticidade, rapidez e o fato deste método ser mais ‘inquestionável’ motivaram a mudança. O Exame Nacional nos dá mais segurança e rapidez. E, com isso, agora podemos tentar fazer duas Vagas Residuais por ano ao invés de só uma, como é atualmente”, revela.

O processo de seleção para 2020.2 deverá ser realizado no meio do ano. O edital e cronograma para será divulgado a partir de abril ou maio.

*Com orientação da Chefe de Reportagem Perla Ribeiro

Fonte: Correio