A eleição para o cargo de Procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Bahia (MP-BA) para o biênio 2020-2022, realizada nesta sexta-feira (7), definiu os três nomes para compor a lista tríplice ao posto, que será enviada ao Governador Rui Costa.

Compõem a lista tríplice Pedro Maia Souza Marques, com 300 votos, Alexandre Soares Cruz, que recebeu 262 votos; e Norma Angélica Reis Cardoso Cavalcanti, com 260 votos. Todos os três são do grupo de oposição à atual gestão da procuradora Ediene Lousado, reconduzida ao cargo em 2018.

Agora, Rui tem até 15 dias corridos a partir do recebimento da lista para escolher entre um dos três nomes eleitos para ser nomeado chefe da instituição. De acordo com a lei orgânica do MP, a procuradora-geral de justiça tem até o dia útil seguinte ao recebimento da lista para encaminhá-la ao governador.

Dos 586 membros do colégio eleitoral do MP-BA, 541 votaram na eleição desta sexta, enquanto 45 se ausentaram. Os eleitores votam em até três candidatos.

Além dos selecionados, outros seis nomes concorreram ao cargo, dos quais 5 integram a situação. São eles: Paulo Gomes Júnior (181 votos), Rogério Luís Gomes de Queiróz (137), Wellington César Lima e Silva (130), Marcelo Henrique Guimarães Guedes (130) e Sara Mandra Moraes Rusciolelli Souza (97). Entres os que não foram selecionados, Cássio Marcelo de Melo Santos (6 votos) é o único da oposição.

A eleição ocorreu entre 9h e 17h desta sexta na sede do MP, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

*Com orientação da subeditora Tharsila Prates

Fonte: Correio