O Vitória empatou em 0x0 com a Imperatriz na noite desta terça-feira (11). O duelo único pela 1ª fase da Copa do Brasil aconteceu na casa do adversário, o Estádio Frei Epifânio D’Abadia. Pelas regras da competição, o resultado classificou o Leão para a 2ª fase.

RESUMÃO

O resultado contundente de sábado (8), quando venceu o Ba-Vi por 2×0 na Fonte Nova, mascarou os problemas técnicos do Vitória. Todos ficaram expostos, e de maneira alarmante, contra a Imperatriz. O gramado alto, que impedia o Leão de conduzir a bola, merece ser mencionado. O cansaço da equipe, que não treinou e viajou seis horas para chegar no interior do Maranhão, também.

Porém, o rubro-negro mostrou exagerados erros de passe e levou sufoco na marcação pelas laterais. O meio-campo também não funcionou, tanto na hora de defender como na de armar jogadas. O Leão só teve uma chance de marcar. Sorte que o adversário era muito fraco tecnicamente. E assim, ninguém balançou as redes nesta terça-feira.

É DINHEIRO, VIU?

Com a classificação, o Vitória ganhará mais R$ 650 mil pela disputa da 2ª fase. Pelo duelo com a Imperatriz, o Leão havia recebido R$ 540 mil. Ao total, o clube já arrecadou R$ 1,19 milhão na competição.

EXPULSO

Destaque do Vitória neste início de ano, Guilherme Rend foi expulso aos 37 minutos da etapa final. O volante já tinha cartão amarelo por falta no 1º tempo, e recebeu a outra advertência por retardar a cobrança de uma falta. Vai desfalcar a equipe na próxima fase.

PRIMEIRO TEMPO

Foi uma primeira etapa difícil de se assistir. Gramado alto, pouca técnica, erros para todos os lados. O Vitória só criou uma chance clara, no primeiro minuto, quando Vico chutou raspando a trave. A Imperatriz assustou num chute de fora da área aos 12 e num cruzamento de Lucas Campos aos 36 que passou por toda a área.

SEGUNDO TEMPO

Se na etapa inicial o Leão teve a chance de Vico, no segundo tempo nem isso teve. Não um só lance a ser mencionado. A Imperatriz, por sua vez, teve posse de bola, mas só chegou chutando de longe, sem direção. Destaque apenas para a resistência do Vitória, mesmo com um homem a menos.

COMO FICA?

O Vitória enfrenta na segunda fase o vencedor do duelo entre Lagarto-SE e Volta Redonda-RJ. As equipes se enfrentam nesta quarta-feira (12) às 15h30 em duelo único no interior de Sergipe.

PRÓXIMOS JOGOS

O time principal do Leão volta a campo no domingo (16), às 18h, contra o Freipaulistano pela Copa do Nordeste. O duelo será no Barradão, assim como o do dia anterior, sábado (15), quando o time de aspirantes enfrenta o Atlético de Alagoinhas às 16h30 pelo Baianão.

FICHA TÉCNICA

Imperatriz 0x0 Vitória – 1ª fase da Copa do Brasil 2020

Imperatriz: Wadson; Hudson, Henrique Mattos, Renan Dutra e Wesley (Luan); Nonato (Da Silva), Adriano e Dos Santos; Breno; Lucas Campos (Cesinha) e Joelson. Técnico: Paulinho Kobayashi.

Vitória: Ronaldo; Van, João Victor, Maurício Ramos e Thiago Carleto; Guilherme Rend, Fernando Neto e Gerson Magrão (Rodrigo Andrade); Vico (Jean), Júnior Viçosa (Rodrigo Carioca) e Léo Ceará. Técnico: Geninho.

Local: Estádio Frei Epifânio D’Abadia, em Imperatriz (MA).

Cartão amarelo: Breno e Joélson (Imperatriz); Van, Gerson Magrão e Rodrigo Carioca (Vitória)
Cartão vermelho: Guilherme Rend (Vitória).

Arbitragem: Wanderson Alves de Sousa, com as assistências de Celso Luiz da Silva e Marcus Vinicius Gomes (trio de MG).

Fonte: Correio