Anitta vira meme após remédio ‘homônimo’ virar esperança contra covid-19; veja reações

“Que notícia é essa que é só escutar Anitta que o corona vai embora?” Embora distorcida, a pergunta de zoação de uma internauta não é exatamente descolada da realidade que envolverá, em breve, o tratamento de pessoas com covid-19 no Brasil.

Isso porque, nessa quarta-feira (15), o governo federal anunciou que irá testar em humanos um remédio promissor contra a covid-19: trata-se do Annita, um vermífugo conhecido, que apresentou 94% de eficácia contra o coronavírus nos testes in vitro.

E como a fábrica nacional de memes continua trabalhando mesmo na quarentena, já começaram as associações do medicamento com a funkeira – que se recusa a fazer ‘lives’ na pandemia, e pode ser justamente a responsável por acabá-la.

Na coletiva de imprensa de quarta, Pontes e o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (foi demitido nesta quinta), falaram sobre o medicamento – sem citar o nome – que seria eficaz no combate às células infectadas pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

Mandetta, no entanto, acabou citando o nome do medicamento numa outra conversa com a imprensa, o que levou Anitta a se tornar um mais comentados na web.

Os testes com Annita (com duplo N, e não com dois T)  começarão em 500 pacientes nas próximas semanas. Apesar da divulgação involuntária (a ideia é que o nome não fosse divulgado), é importante destacar que nenhum medicamento deve ser usado sem prescrição médica, especialmente em casos (confirmados ou suspeitos) de covid-19.

Fonte: Correio