Correção: auxílio de R$ 270 a informais não terá novos cadastros

A Prefeitura de Salvador vem pagando desde segunda-feira (6) um auxílio a trabalhadores informais e individuais da capital baiana cadastrados nas secretarias municipais.

A ajuda de R$ 270 por mês para cada trabalhador será ofertada por três meses (abril, maio e junho), durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus. O programa foi batizado de Salvador Por Todos.

O CORREIO publicou no último sábado (11) um guia esclarecendo dúvidas dos leitores e orientando quem tem direito a esse e outros auxílios.

Uma informação sobre o Salvador Por Todos, porém, estava errada. Segue a retificação:

Apenas terão direito ao auxílio de R$ 270 os trabalhadores já cadastrados nas secretarias do município ou que iniciaram o cadastramento junto a estas autarquias até o último dia 20 de março.

Diferentemente do que foi inicialmente divulgado pela assessoria de comunicação da prefeitura, e acabou replicado na matéria do CORREIO, não serão realizados novos cadastros junto às secretarias.

Ou seja: trabalhadores que ainda não estão cadastrados no programa Salvador Por Todos não poderão reivindicar o auxílio.

Para saber se você está cadastrado e tem direito ao auxílio, será preciso acessar o site do programa Salvador Por Todos e digitar o seu CPF ou Número de Identificação Social (NIS) na busca.

Outra correção: o trabalhador que se cadastrou na prefeitura até o dia 20 de março e não aparece na lista do site precisa procurar a secretaria responsável pelo cadastramento, e não a Sempre.

Cada profissão tem a sua secretaria responsável, a seguir:

  • Ambulantes: Secretaria de Ordem Pública (Semop)
  • Barraqueiros: Secretaria de Ordem Pública (Semop)
  • Donos de Quiosques: Secretaria de Ordem Pública (Semop)
  • Baianas de Acarajé: Secretaria de Ordem Pública (Semop)
  • Guardadores de carro: Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador)
  • Baleiros: Secretaria de Mobilidade (Semob)
  • Recicladores: Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb)
  • Taxistas, Mototaxistas e Motoristas de Aplicativos (com idade igual ou superior a 60 anos): Secretaria de Mobilidade (Semob)

Observação: não possuem direito ao auxílio os trabalhadores que possuam outro tipo de renda, aposentadoria ou está inscrito em programas sociais como Bolsa Família e BPC.

Para mais informações, consulte o guia elaborado pelo CORREIO.

Fonte: Correio